Sementina Your Daily Seed


It was just another day at the office when I received a message from Ana from Sementina, a Portuguese brand of seeds. Ana approached me because I had just appeard on national televison talking about a topic that I really love, seeds. Nowadays we seem to be very keen on eating the so called bird food. We are all getting to know their benefits for our health, their important influence on our cardiovascular system and their versatily in cooking. She challenged me to cook with some of Sementina's seeds and taste their amazing flavours. And so, I chose a seed that I had never cooked with before, buckwheat. Yes, buckwheat is a seed! Although its name can lead us to think otherwise, it is a very small seed derived from a plant that has nothing to do with wheat. It is completely gluten free, has very high content of fiber and it is also rich in minerals like manganese, copper, magnesium and phosphorus.

Amongst many other benefits, buckwheat is basicly good for:
  • Our Cardiovascular system: due to its content on flavonoids (mainly rutin), which act as antioxidants, it helps maintain blood flow, keeps LDL from oxidising and platelets from clotting. Therefore, diets with buckwheat are associated with lower risk of developing high cholesterol and hypertension. 
  • Our hunger and blood sugar control: due to their fiber and magnesium content and relatively low glicemic index buckwheat helps control glucose levels and insulin responses. Besides it is much more successful at controling apetite preventing diabetes.
  • Helps avoid gallstones: buckwheat is high in insoluble fibers which, not only help fasten the intestinal transit, but also reduces secretion of bile acids and increases insulin sensitivity.
  • Preventing aging and cancer: the high content of antioxidants is good both for cardiovascular health and for preventing aging. Flavonoids act as cell protectors and prevent them to degenerate into possible tumors.
I think we have enough reasons already to start eating this powerfull seed don't you? Lets try it for breakfast, as a granola.

Buckwheat and apricot Granola
Makes 4 portions
Nutritional information for portion: 308Kcal - 45.6g of CH - 40.4g of Fat - 11g of Protein

Ingredients
150g of buckwheat
100g of quinoa
2 tablespoons of  hazelnuts
1 tablespoon of pumpkin seeds
1 tablespoon of chia seeds
1 tablespoon of flax seeds
1 handfull of dried apricots
1 tablespoon of olive oil
1 tablespoon of honey 

Method

Preheat the oven to 200ºC/392ºF.
Cook the buckwheat and the quinoa for 7 minutes in a pan with boiling water. Drain the water and let it cool.
Meanwhile mash the apricots and the hazelnuts into small cubes.
In a baking tray mix all the ingredients and let it cook in the oven for 15 to 20 minutes or until golden.
Serve with yogurt (I used strawberry yogurt but you can use any other you wish) and sprinkle with some goji berries.




You can see more on their facebook page here. And if you're interested in seing that interview just click here.

Enjoy!

--
Português

Era só mais um dia no escritório quando recebi uma mensagem da Ana da Sementina, uma marca Portuguesa de Sementes. A Ana contactou-me precisamente porque lhe tinha captado a atenção eu ter aparecido nesse mesmo dia na televisão a falar sobre sementes e os seus benefícios, um tópico de que eu gosto bastante. Hoje em dia parece que estamos cada vez mais interessados nesta aparente comida de passarinho, começamos a conhecer os seus benefícios para a saúde, a sua influencia no nosso sistema cardiovascular e a sua versatilidade na cozinha. Por isso, a Ana resolveu desafiar-me a cozinhar com algumas das suas deliciosas sementes. Aproveitando o facto de nunca ter cozinhado com esta semente escolhi o trigo sarraceno. Sim, o trigo sarraceno, apesar do seu nome, é uma semente e não um cereal. Não contém gluten, possui um elevado teor de fibra e é bastante rico em minerais como manganês, cobre, magnésio e fósforo.

De entre os seus diversos benefícios, o trigo sarraceno é sobretudo bom para:
  • O Sistema Cardiovascular: devido ao seu elevado teor em flavonoides (sobretudo rutina), que funcionam como antioxidantes, ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo, evita a oxidação do colesterol LDL e previne a formação de placas de ateroma. Uma dieta rica em trigo sarraceno está assim associada a baixo risco de desenvolvimento de colesterol elevado e hipertensão.
  • O controlo do apetite e dos níveis de açúcar no sangue: devido ao seu elevado teor de fibras e magnésio e a um índice glicémico relativamente baixo, o trigo sarraceno ajuda a controlar os níveis de glucose no sangue e as respostas de insulina. Para além disso é bastante eficaz no controlo de apetite e prevenção de diabetes.
  • Ajudar a evitar a formação de pedras nos rins: o elevado teor de fibras insolúveis do trigo sarraceno, ajuda não só a acelerar o transito intestinal como a reduzir a secreção de ácidos biliares e a aumentar a resposta de insulina.
  • Ajudar a prevenir o envelhecimento e a formação de cancro: o seu elevado teor de antioxidantes e fibras é bom para a prevenção do envelhecimento tendo em conta que os flavonoides se comportam como protectores celulares e previnem a sua degeneração para possíveis tumores.
Com todas estas razões acho que não temos motivos para não consumirmos este cereal não acham?
Vamos então tentar usar o Trigo Sarraceno da Sementina numa granola de pequeno-almoço:

Granola de Trigo Sarraceno com alperces sem glúten
Para 4 porções
Informação Nutricional por porção: 308Kcal - 45.6g de HC - 40.4g de Lipidos - 11g de Proteina

Ingredientes
150g de trigo sarraceno
100g de quinoa
2 colheres de sopa de avelãs
1 colher de sopa de sementes de abóbora
1 colher de sopa de sementes de chia
1 colher de sopa de sementes de linhaça
1 mão cheia de alperces secas
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de mel

Preparação
Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Num tacho com água fervente coza o trigo sarraceno e a quinoa durante 7 minutos. No fim, escorra a água e reserve.
Entretanto triture as avelãs e as alperces para que fiquem em cubinhos pequenos.
Num tabuleiro de ir ao forno misture todos os ingredientes para que se envolvam e leve ao forno a tostar durante 15 a 20 minutos, até que fiquem dourados.
Por fim, sirva com iogurte (neste caso usei iogurte de morando mas fica muito bom com qualquer outro iogurte de fruta) e polvilhe com bagas de goji.


Podem consultar a página de facebook da Sementina aqui e, se tiverem interesse, ver a minha entrevista sobre sementes aqui.

Desfrute!

Sem comentários:

Enviar um comentário