House of Wonders











O post de hoje é dedicado ao restaurante House of Wonders, em cascais. Um espaço onde a multiculturalidade dos funcionários – provenientes dos 5 continentes – se nota na presença de sabores, nos odores e no ambiente criado no espaço. Fui visitá-lo para vos preparar uma surpresa para o novo ano e fiquei a conhecer todo o edifício. 

O nome House of Wonders surge da primeira casa que teve eletricidade em Zanzibar, em África, país onde Anna de Bruin, mentora do espaço de origem holandesa, viveu. O palácio mandado construir pelo sultão, no século XIX, depressa se tornou na ‘casa das maravilhas’ para os locais e tornou-se num farol para os pescadores. Atualmente é um Museu. Inspirada pela cultura africana, Anna criou a sua House of Wonders em Cascais,em 2011, com um objetivo: marcar a diferença do que até então existia. O espaço está distribuído em quatro pisos com características distintas. House of Wonders é um espaço vegetariano com inúmeras propostas vegans.

No andar do meio encontramos um novo espaço, inaugurado recentemente, onde a batata-doce é a figura central. Aqui o conceito é uma viagem pelos vários sentidos. Paladar, olfato, visão, audição e tato estão mais apurados do que nunca no Café Galeria House of Wonders. 

“Viajamos pelo olfato e pelo paladar. Aqui o elemento central é um forno artesanal, uma espécie de “locomotiva”, que é o coração deste espaço. A batata-doce é a grande protagonista. Em busca das memórias e das viagens pelo mundo, as receitas com a batata-doce recriam-se com o sabor intenso e sempre saudável.

Depois, o pão pitta feito na hora, o cheiro característico do pão quente invade o nosso olfato. Tudo comida pensada no calor e no conforto que se pretende no Inverno.
Neste novo espaço as cadeiras são recicladas e ganharam nova vida, novas cores numa paleta de cores, que vai do lilás, ao azul, passando pelo verde menta. Os móveis tradicionais portugueses ganharam nova vida e foram transformados em balcões. Portas que se transformam em mesas, cabeceiras de camas tradicionais do sul do país que se misturam com outras inspirações numa fusão entre o nacional e o africano.

Por último, a visão é despertada pelos elementos de arte que são desde sempre uma bandeira da House of Wonders. Este espaço de Inverno tem um mural pintado pela artista plástica holandesa Ellie Den Hartog.” Explicam a Rosa e  Luísa, responsáveis pela comunicação do espaço.

Passando para o andar de cima ficamos a conhecer um espaço muito acolhedor com uma montra deliciosa de bolos vegan que nos enchem os olhos onde podemos desfrutar de um chá quente e um pedaço de mau caminho à conversa. Subi ainda ao último andar para ver o terraço com uma vista privilegiada sobre a baía de Cascais e o mar. Perfeito para um dia solarengo de inverno ou um ambiente quente de verão, o terraço é um dos locais de eleição da casa para qualquer pessoa que a visite.

Por fim, passámos ao andar de baixo onde fica o restaurante. Os pratos, confeccionados por 3 chefes de nacionalidades diferentes são uma combinação bombástica de sabores que me fizeram viajar um bocadinho. Começámos com mezze de pratos frios que iam de baba ganoush, cogumelos salteados, salada de couscous, curgete com pesto, hummus, entre muitos outros. Todos eles excepcionalmente bem temperados e a por de lado todas as afirmações de que a cozinha vegetariana não tem sabor. Nota-se bem a influência Siria do chef que os faz, tão bem, que me tinha divertido bastante só com estes pratos 🙂

Depois disso foi-nos servido um pão quentinho com 3 molhos diferentes para provarmos, um de chutney, um de roquefort e outro de pesto (que eu adorei!!). Seguiram-se um gratinado de batata doce com queijo roquefort absolutamente divinal, super quentinho e caracteristicamente uma comfort food de Inverno, e ainda uma deliciosa batata-doce assada com ratatouille de Legumes. 
Para terminar ainda provámos uma tarte raw e vegan de banana com café, tão deliciosa que não sobrou para a fotografia 🙂
Estão rendidos não é? Então fiquem atentos porque temos novidades para breve neste espaço inspirador! 

Today’s
post is dedicated to the restaurant House of Wonders, in Cascais. A place where
multiculturalism is noticed by the employees – coming from 5 continents – by the
presence of so many different flavors, by the smells and the environment
created in the space. I went there to enjoy a delicious meal and prepare you a
surprise for the new year.
The name
House of Wonders comes from the first house to have electricity in Zanzibar,
Africa, a country where Anna de Bruin, mentor of Dutch origin space, lived. The
warrant palace built by Sultan in the nineteenth century, soon became the
‘house of wonders’ for local and became a beacon for fishermen. Today it is a
museum. Inspired by African culture, Anna has created its House of Wonders in
Cascais in 2011 with one goal: to make a difference. The space is spread over
four floors with distinct characteristics. The House of Wonders is a vegetarian
corner with numerous vegans proposals.
On the
middle floor we find a new space recently opened, where sweet potato is the
central figure. Here the concept is a journey through the various senses. Taste,
smell, sight, hearing and touch are more determined than ever at Cafe Gallery
House of Wonders.
“We
traveled by smell and the taste. Here the central element is a handmade oven, a
kind of” locomotive “, which is the heart of this space. The sweet potato
is the great protagonist. In search of memories and travels around the world,
recipes with sweet potatoes are recreated lf with an intense and always healthy
flavor.
Then we can
enjoy pita bread made on time, the characteristic smell of warm bread invade
our sense of smell. All food thought in the heat and comfort that is to be in
winter.
In this new
space the chairs are recycled and given new life, new colors in a palette of
colors, ranging from purple, blue, through green mint. The traditional
Portuguese furniture given new life and transformed into branches. Doors that
turn into tables, traditional beds headwaters south of the country that are
mixed with other inspirations in a merger between the national and African.
Finally,
the vision is awakened by art elements that have always been a flag of House of
Wonders. This winter space has a mural painted by the Dutch artist Ellie Den
Hartog. “as Rosa and Luisa the ones responsible for the space communication
explained.
Moving upstairs
we got to know a very cozy space with a delightful showcase of vegan cakes that
fill our eyes and where we can enjoy a hot tea and a piece of cake while having
a nice conversation. I come up to the top floor to see the terrace with a view
over the bay of Cascais and the sea. Perfect for a sunny winter day or a summer
hot environment, the terrace is one of the favorite spots for anyone to visit.

Finally, we
moved downstairs where the restaurant is located. The dishes prepared by three chefs
of different nationalities are a bombastic combination of flavors that made me
travel a little. We started with cold mezze ranging from baba ganoush, sauteed
mushrooms, couscous salad, zucchini with pesto, hummus, among many others. All
of them exceptionally well seasoned and putting aside all the claims that vegetarian
food has no taste. It should be noted the great influence of Syria’s tastes has
the chef who makes them has that origin, Honestly I could had fun enough alone
with these dishes 🙂

After that
we were served warm bread with three different sauces to prove, a chutney, a
roquefort and a pesto (which I loved !!). Followed by a sweet potato gratin
with roquefort cheese absolutely divine, super warm and typically a winter
comfort food, and even a delicious roasted sweet potatoes with ratatouille.
To end that
amazing meal we proved one raw and vegan pie with coffee and banana, so
delicious that we had nothing left for the picture 🙂
You are
completely surrendered aren’t you? So stay tuned because we have news coming
soon in this inspiring space!


Café Galeria House of Wonders
Morada/Adress: Largo de Misericórdia, Cascais 2750-348, Portugal Reservas: 351 91 170 242
0 Comentários

Deixar Comentário