Guest Post: Sweet Gula

 Esta semana,  o nosso Guest Post é dedicado ao blog Sweet Gula. E é tão bonito, tão saudável e tão quente! 🙂

O que é que
te levou a escrever o blog?
Sempre gostei de cozinhar, este é um ato que
sempre me deu muito prazer. Cresci num ambiente de cozinha, a ver a minha mãe e
a minha irmã entre tachos e panelas e com elas aprendi bastante. Com o passar
dos anos a minha curiosidade em provar e experimentar receitas novas foi
crescendo e aos poucos fui criando os meus cadernos de receitas em papel onde
anotava as receitas que ia fazendo. Mais tarde surge a Internet e com ela veio
o mundo dos blogs. Comecei por seguir alguns blogs de culinária cujas receitas
recriava em casa e me fascinavam. Eu tinha um blog pessoal no qual cheguei a
publicar algumas receitas e reparei que haviam leitores que iam lá comentar,
fazer perguntas sobre a receita e queriam que publicasse mais. Também alguns
amigos me pediam receitas e dicas de culinária e daí nasceu a ideia de criar o
meu “caderno de receitas online”. Poder partilhar as minhas aventuras
gastronómicas é algo que me deixa bastante feliz. O blog foi muito bem recebido
pelo público e tem vindo a crescer. Também eu cresci e enriqueci enquanto ser
humano, pois aprendi bastante e já não passo sem ele.
Quais são os
teus pratos preferidos?
Gosto de comer um pouco de tudo, aliás,
tenho uma alimentação muito variada. Dou preferência à gastronomia portuguesa e
nunca recuso um bom prato de bacalhau. Também me inspiro bastante na cozinha
italiana, adoro confecionar pratos de massa bem simples, mas com ingredientes
genuínos e cheios de sabor. Cada vez mais vou descobrindo o mundo das
especiarias e adoro um bom caril. Nas sobremesas, um arroz doce cremoso e com
bastante canela é algo que mexe com os meus sentidos.
Que género
de receitas sentes que são mais procuradas pelos teus leitores?
Pelo feedback que recebo, quer através dos
comentários no blog, quer através das redes sociais, os meus leitores procuram
receitas doces. Uma sobremesa irá ter sempre mais visibilidade e impacto que
uma sopa ou uma salada. Talvez porque uma sobremesa também seja mais fácil de
fotografar e como “os olhos também comem”, uma receita doce irá despertar mais
o paladar em relação a um prato salgado.
O teu blog é
muito eclético, tanto com receitas mais gulosas como com receitas mais
saudáveis. Segues alguma linha orientadora para a tua alimentação?
Não sigo qualquer linha orientadora na minha
alimentação. Tento ao máximo seguir uma alimentação variada e saudável, defendo
que se deve comer um pouco de tudo mas sem exagerar. Sou guloso por natureza e
adoro fazer e experimentar sobremesas. Claro que não as faço todos os dias,
aproveito aquelas ocasiões especiais como os aniversários e as festas e muitas
das receitas que publico no blog acabo por as oferecer aos colegas de trabalho
que tanto agradecem. Nunca saio de casa sem ter tomado um bom pequeno almoço,
que deverá ter sempre presente fruta e iogurte natural. Nas refeições principais
tento equilibrar as minhas escolhas, a sopa é uma constante e faz parte da
minha alimentação diária. E também faço muitas saladas que acompanham muitas
vezes os grelhados. Não como alimentos processados, não faço fritos em casa e
cada vez como menos carne. Sou adepto do “feito em casa” e aos poucos vou
descobrindo pratos vegetarianos deliciosos. Esta é uma área que me fascina e
que cada vez mais faz parte das minhas escolhas. E depois faço desporto para
ajudar a equilibrar qualquer disparate que tenha feito a nível alimentar e é
uma forma de manter não só o corpo, mas também a mente sã.
Tens alguma
rotina na cozinha, ou seja, planeias as tuas refeições com antecedência ou vais
cozinhando conforme te apetece mais?
Não gosto de rotinas e estou sempre a
experimentar receitas novas. Claro que existem algumas receitas que repito, aquelas
de que gosto mesmo. Mas por norma vou cozinhando ao sabor da estação, sempre
com ingredientes da época e dou primazia aos legumes. Sempre que existem
sobras, nunca as deito fora e faço delas uma refeição de aproveitamentos.
De uma forma
geral, os produtos que usas no teu dia-a-dia são fáceis de encontrar?
Sim, hoje em dia já existe uma grande
variedade de produtos à venda nas grandes superfícies que nos facilita no
momento de escolher. E até aqueles ingredientes mais raros e que cada vez vão
tendo mais procura já vão aparecendo nos hipermercados. E quando procuro um
ingrediente menos conhecido e mais difícil de encontrar, recorro a lojas gourmet
ou lojas online. Por norma, quando encontro um produto de que gosto e sei que é
difícil encontrar à venda, compro em maior quantidade e faço um pequeno stock.
Onde
costumas fazer as tuas compras alimentares?

A maioria das frutas e legumes que consumo chegam-me
da horta do meu sogro. Tenho também a sorte de viver numa cidade pequena e
rodeada de campos agrícolas, pelo que é fácil encontrar produtos frescos e com
qualidade. Sempre que posso faço as minhas compras no mercado local ou nos
vendedores ambulantes, ou seja, a maioria das vezes compro os ingredientes
directamente ao produtor. O que tem as suas vantagens pois acabo por ter um
produto de melhor qualidade e a um preço bem mais simpático. O peixe, sempre
que posso, também costumo comprar fresco, no mercado. 
Que receita saudável sugeres aos nossos leitores?
Creme de Lentilhas Vermelhas e Erva Príncipe

Para 6 pessoas
Informação Nutricional aproximada por pessoa: 172Kcal; 7.4g de HC; 15.23g de Lípidos; 6.57g de Proteína

Ingredientes:
| 2 c. (sopa) de óleo
de coco 
| 2 cebolas médias
| 3 dentes de alho
| 1 pé de erva
príncipe
| 1 cenoura
| 1 c. (café) de
gengibre fresco ralado
| 1 c. (café) de
harissa
| ½ c. (chá) de
açafrão das Índias
| ½ c. (chá) de caril
em pó
| 200 g de lentilhas
vermelhas 
| 600 ml de caldo de
legumes
| 200 ml de leite de
coco Light
| sumo de ½ limão
| sal e pimenta q.b.
| coentros picados
p/a servir
| lascas de coco para
servir 
| sementes de
girassol q.b. (opcional)
Preparação:
Num tacho largo
coloque o óleo de coco e junte as cebolas picadas e os dentes de alho, também
picados. Refogue até a cebola ficar translúcida.
Adicione o pé de erva
príncipe cortado em rodelas finas e também a cenoura cortada em rodelas. Junte
o gengibre, a harissa, o açafrão das Índias e o caril e salteie durante 1 ou 2
minutos.
Adicione o leite de
coco e deixe levantar fervura.
Junte o caldo de
legumes e as lentilhas, coloque a tampa no tacho e deixe cozinhar por cerca de
25 minutos.
Coloque o preparado
numa liquidificadora ou robot de cozinha e triture até obter um creme
aveludado.
Rectifique os
temperos, adicionando a gosto sal, pimenta e algumas gotas de sumo de limão.
Se necessário
acrescente mais um pouco de caldo e volte a triturar até atingir a consistência
desejada.
Sirva quente com
lascas de coco, sementes de girassol e coentros picados.

2 Comentários
  • Liliana Fidalgo

    Responder

    Adorei a receita e tenho a dizer que adoro esta ideia de guest posts. Parabéns pelo excelente conteúdo! <3

    Glamour in a Bottle

  • Célio Cruz | Sweet Gula

    Responder

    Mafalda, uma vez mais muito obrigado pelo convite. Foi um prazer poder criar esta receita especialmente para esta rubrica. E Parabéns por esta iniciativa bastante interessante que nos deixa a conhecer um pouco mais sobre alguns bloggers amigos! 🙂
    Um beijinho e muito sucesso.

    Célio

Deixar Comentário