Cacau | Cocoa

Quando os primeiros colonizadores espanhóis chegaram à
América, o cacau já era cultivado pelos índios, principalmente os Aztecas, no
México, e os Maias, na América Central.  De
acordo  com os
historiadores, o cacaueiro, chamado cacahualt,
era considerado sagrado.   No  México os Aztecas acreditavam que esta
árvore tinha uma origem divina e que servia tanto para alimentar como para
tornar as cidades mais bonitas. Inicialmente o cultuvo do cacaueiro era
acompanhado por cerimónias religiosas.
Por essa razão, quando foi classificada pela primeira vez
pelo botânico sueco Carolus Linneu, este atribuiu-lhe um nome que significa
“manjar dos deuses”.
Só quando Cristóvão Colombo descobriu a America é que o cacau
se tornou mais conhecido e começou a sua expansão e, desde então, foi usado
como modeda, provocou discussão entre os religiosos sobre o seu uso nos
conventos devido às suas supostas propriedades afrodisíacas e, por muito tempo,
foi uma bebida exclusiva das mais faustosas cortes da Europa. Hoje em dia
o seu cultivo é feito maioritariamente em áfrica sendo a Europa a principal
região de consumo.

 Em termos nutricionais o cacau puro ou cacau cru é bem
diferente do chocolate:

100g de cacau cru têm
aproximadamente:
  • ·        
    228Kcal
  • ·        
    14g
    de Lípidos
  • ·        
    58g
    de HC
  • ·        
    20g
    de Proteina

100g de chocolate com
mais 70% de cacau têm aproximadamente:
  • ·        
    625Kcal
  • ·        
    47.5g
    de Lípidos
  • ·        
    42.5g
    de HC
  • ·        
    7.5g
    de Proteína

100g de chocolate de
leite clássico
têm aproximadamente:
  • ·        
    552Kcal
  • ·        
    35.9g
    de Lípidos
  • ·        
    50.4g
    de HC
  • ·        
    9g
    de Proteína

Benefícios
O maior estudo realizado em torno do Cacau (Cocoa Supplement and Multivitamin Outcomes Study (COSMOS)) tem vindo a
decorrer ao longo de mais de 10 anos e já demonstrou que os flavonóides
presentes no cacau têm a capacidade de
melhorar o funcionamento dos vasos sanguíneos, a saúde metabólica e as
capacidades cognitivas.

O cacau é composto por teobromina que tem um
efeito broncodilatador (ajuda a
reduzir a tosse), tem uma acção tónica sobre o aparelho circulatório, é estimulante do miocárdio e vasodilatador.

Um estudo realizado na Austrália concluiu
ainda que o cacau ajuda a reduzir a
tensão arterial
. Esta investigação reuniu 15 estudos clínicos realizados em
vários países. Outro estudo realizado nos EUA conseguiu provar que o cacau, ao
fim de uma semana de consumo, reduziu os
níveis de colesterol LDL em 6% e aumentou os níveis de HDL em 28%.

Contém também triptofano, um aminoácido
regulador da síntese de serotonina, hormona que melhora o humor, reduz a ansiedade e o apetite e, como à noite se
converte em melatonina, melhora o sono
. Daí que o chocolate esteja tão
associado ao bom humor.
Contém ainda cafeína, activador cerebral e preventivo de doenças neurológicas como Parkinson
e Alzheimer
e pequenas quantidades de endorfinas, que também contribuem
para o bem-estar associado ao cacaueiro. 
A Manteiga de cacau
é ainda parte integral da semente de cacau e é bastante rica em vitamina E e
antioxidantes importantes para prevenir o envelhecimento da pele e, por essa
razão, é muito usada em produtos cosméticos.
Como podemos usar o
cacau na cozinha?
  • O cacau em pó pode ser usado em bebidas como o leite ou
    bebidas vegetais (atenção que é sempre mais amargo, podemos juntar açúcar de coco
    ou mel para adoçar);
  • Pode usar-se cacau em pó para fazer mousses de chocolate com
    abacate e mel, por exemplo;
  • Pode usar-se cacau em pó para fazer bolos que já levem açúcar
    naturalmente (ex: brownies ou bolo de chocolate);

When the
first Spanish settlers arrived in America, cocoa was cultivated by the Indians,
especially the Aztecs in Mexico and the Mayas in Central America. According to
historians, the cacao tree, called cacahualt, was considered sacred. In Mexico
the Aztecs believed that this tree had a divine origin and that served both to
food and to make the most beautiful cities. Initially cacao cultivation was
accompanied by religious ceremonies.
For this
reason, when it’s tree was classified by the Swedish botanist Carolus Linnaeus,
he gave it a name that means “food of the gods”.
Only when
Christopher Columbus discovered America cocoa became better known and began to
expand, provoked discussion among religious on their use in convents because of
their supposed aphrodisiac properties, and long, it was a unique beverage of
the most sumptuous courts of Europe. Nowadays its cultivation is done mostly in
Africa and Europe the main region of consumption.
Nutritionally
pure cocoa or raw cacao is quite different from chocolate:
100g of raw
cocoa have approximately:
  • 228Kcal
  • 14g of Lipids
  • 58g of HC
  • 20g of protein

100g
chocolate with over 70% cocoa have approximately:
  • 625Kcal
  • 47.5g Lipids
  • 42.5g of HC
  • 7.5g of Protein

Classic 100g
milk chocolate have approximately:
  • 552Kcal
  • 35.9g of Lipids
  • 50.4g of HC
  • 9g of Protein

The largest
study conducted around the Cocoa (Cocoa Supplement and Multivitamin Outcomes
Study (COSMOS)) have been ongoing for over 10 years and has shown that the
flavonoids in cocoa have the ability to improve the functioning of blood
vessels, metabolic health and cognitive abilities.
Cocoa has
theobromine which has a bronchodilator effect (helps reduce cough), has a tonic
action on the circulatory system, is stimulating the myocardium and
vasodilator.
A study
conducted in Australia also concluded that cocoa helps reduce blood pressure.
This research brought together 15 clinical studies conducted in several
countries. Another US study managed to prove that cocoa, after one week of
consumption, reduced LDL cholesterol levels at 6%, and increased HDL levels by
28%.
It also
contains tryptophan, an amino acid regulator of the synthesis of serotonin, a
hormone that improves mood, reduces anxiety and appetite, and as the evening
turns into melatonin improves sleep. Hence the chocolate is so associated with
good mood.
It also
contains caffeine, cerebral and preventive activator of neurological diseases
such as Parkinson’s and Alzheimer’s and small amounts of endorphins, which also
contribute to the well-being associated with cocoa.
Cocoa butter
is still an integral part of the cocoa bean and is quite rich in vitamin E and
antioxidant important to prevent skin aging and for this reason is widely used
in cosmetics.
How can we
use cocoa in the kitchen?
  • The cocoa
    powder can be used in drinks such as milk or vegetable drinks (note that it is
    always bitter, so you can join coconut sugar or honey to sweeten);
  • Cocoa powder can
    be used to make chocolate and honey mousse with avocado, for example;
  • You can use
    cocoa powder to make cakes that have already taken sugar naturally (eg brownies
    or chocolate cake);

0 Comentários

Deixar Comentário