Combater o desperdício alimentar

Todos
os anos, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos,
ou seja, cada um desperdiça em média 132 quilos de comida por ano. Só as
famílias desperdiçam 324 mil toneladas. E 17% da comida é deitada fora ainda
antes de chegar aos consumidores.   Assim,
o controlo do que desperdiçamos é uma preocupação da Comissão Europeia, e em
Portugal 2016 foi declarado o  “Ano
Contra o Desperdício Alimentar”.   O objetivo será então a redução de 50% do desperdício
alimentar até 2020. 
Como é que podemos evitar o
desperdício em casa?
  • Planeie as refeições e as compras de alimentos/produtos alimentares,
    de acordo com o consumo do agregado familiar e de acordo com o stock
    existente. Faça sempre uma lista de compras para evitar comprar alimentos
    que já tem em casa.
  • Verifique os prazos de validade dos produtos alimentares no ato da
    compra.
  • Opte por alimentos congelados, quando previr que as versões frescas
    não venham a ser consumidas em tempo útil.
  • Reutilize as sobras das refeições na elaboração de outros pratos ou
    sopas.
  • Escolha os alimentos respeitando a sazonalidade e a produção local,
    sempre que possível.
  • Nas promoções que ofereçam grandes quantidades de alimentos, preveja
    se serão consumidos antes do término do prazo de validade.
  • Prepare e confecione os alimentos/refeições de acordo com as
    necessidades, evitando preparação/confeções em quantidades excessivas.
  • Conserve os alimentos da forma adequada, consultando a informação das
    embalagens.
  • Se não conseguir consumir toda 
    refeição congele em doses mais pequenas. Há pratos que fazemos em
    grande quantidade e que acabam sempre por sobrar . Para evitar que se
    estraguem congele em doses pequenas e vá descongelando sempre que
    precisar.
  • Compre de forma mais consciente. É preferível comprar alimentos
    frescos em menor quantidade mais vezes ao longo do dia do que comprar em
    grandes quantidades e estragar.

  • Reutilize. Se sobrar uma perna de frango assado no fim do jantar,
    desfie-o e faça empadas, saladas ou wraps. Pode até fazer um arroz de
    carnes, por exemplo, misturando várias sobras de carne diferentes.
  • Se comprar fruta a mais evite que ela se estrague descascando-a e
    congelando-a para reaproveitar em batidos ou usando-a em bolos, compotas
    ou mesmo chutneys.
  • Os talos e ossos podem ser usados em caldos para dar mais sabor a
    pratos como sopas ou risotos. Antes de os deitar fora tire o máximo
    partido das suas potencialidades.

0 Comentários

Deixar Comentário