Dicas para não perder o foco de uma alimentação saudável

Começar uma dieta ou uma alimentação regrada e equilibrada é fácil. Muitas vezes o problema é mantê-la e superar os desafios da vida social, do excesso de trabalho ou da falta de tempo. Hoje escrevo-vos sobre como superar esses desafios e como conseguir manter o foco no objetivo de ter uma alimentação saudável. 

1. Encha a sua casa de ingredientes saudáveis

Ter produtos em casa que nos permitem variar e manter as opções é sempre a melhor estratégia. Se tiver sempre o frigorífico e a despensa com os produtos que precisa não terá desculpa para não fazer as melhores refeições. Além dos típicos fruta, legumes, carne, peixe e ovos, tenha sempre ingredientes básicos como:

- Alternativas saudáveis para barrar no pão: queijo philadelphia, creme de tofu para barrar, compota de fruta sem açúcar, manteiga de frutos secos, hummus, baba ganousch.

- Leite e iogurtes ou alternativas vegetais: escolha leite meio gordo e prefira iogurtes sem pedaços e, de preferência, naturais (contêm menos substâncias químicas). Caso escolha as bebidas vegetais prefira as versões não adoçadas e dê preferência às menos calóricas como de amêndoa ou avelã. Nos iogurtes pode optar pelos que têm base de soja ou pelos mais recentes que são feitos exclusivamente com coco (deliciosos!)

- Cereais, sementes e bagas: Para poder fazer as suas granolas, pudins de chia, barras de cereais e bolinhas energéticas é essencial que tenha os ingredientes básicos como flocos de aveia, flocos de cevada integrais, flocos de centeio integrais, flocos de quinoa, sementes de chia, sementes de linhaça. sementes de girassol, bagas de goji, tãmaras, sementes de sésamo, coco ralado, etc...

- Leguminosas e cereais: Tenha sempre na dispensa as bases mais saudáveis para as suas saladas ou para acompanhar as suas refeições. na dispensa é importante guardar lentilhas, grão-de-bico, feijão, quinoa, couscous, millet, amaranto, esparguete integral e arroz integral.


2. Nunca tenha os produtos que lhe fazem mal!

Esqueça os produtos que mantém na dispensa "para os miúdos" ou "para se tiver convidados de última hora". Evite ter bolachas e cereais açúcarados, pipocas, bolos, batatas fritas, croissants, gomas e chocolates. O melhor remédio é não ter nada disto em casa, se tiver e lhe apetecer vai ser muito mais difícil resistir. 


3. Tenha sempre bons snacks consigo

Muitas pessoas erram nesta parte. Facilitam na parte dos snacks e isso acaba por comprometer tudo o resto, sobretudo aquela hora horrível, quando se chega a casa ao fim do dia e ainda não é bem hora de jantar, mas já apetece trincar qualquer coisa. O ideal seria fazer sempre as suas barrinhas, pudins de chia, pudins de iogurte, bolos, bolachas ou bolinhas energéticas. Mas, caso não tenha tempo para isso, deverá tentar ter sempre na despensa as melhores opções como bolachas de milho tufado, frutos secos, barras de cereais proteicas à base de frutos secos, pão e tostas integrais e fruta. 

Certifique-se de que leva snacks suficientes para de manhã e para o meio da tarde e, sempre que for possível, mantenha alguns snacks no seu local de trabalho. Desta forma evita as idas ao café para um pastel de nata ou um saldado. 


4. Falhar uma vez não é por tudo a perder!

É preciso encarar a alimentação como um constante equilíbrio e não como uma base de regras que não pode quebrar. Se tiver um almoço ou jantar mais abusador (que é normal e saudável para a mente!) então compense com as restantes refeições do dia mais leves ou com mais exercício físico ou com um dia seguinte super regrado. 

O que é importante é compensar e não desistir. Se estiver a tentar perder peso e souber que não pode mesmo abusar, use a regra da cedência (que eu adoro!). Gosta mais de entradas e pratos salgados? Abdique da sobremesa. É super guloso e não dispensa o doce no fim da refeição? Abdique da entrada e escolha um prato mais leve. É tudo uma questão de escolhas ;)






Sem comentários:

Enviar um comentário