5 perguntas que sempre quis fazer ao meu personal trainer

Chegou aquela altura do ano em que todos pensamos “bem, agora tenho que entrar na linha”. Esta semana vou escrever-vos especificamente sobre desintoxicar e mudar de hábitos, e queria trazer-vos algumas perguntas que eu sempre quis fazer a um especialista quando pensava na melhor forma de alcançar os meus objetivos. Quem me acompanha nas redes sociais sabe que eu treino 2x por semana com um personal trainer, o Wellibloy, e adoro. São treinos de ginásio bem mais puxados que os que fazia sozinha e com muita correção dos erros que cometo, sobretudo posturais. Mas, para quem quer perder algum peso e a massa gorda que se instalou no mês de dezembro, aqui ficam algumas respostas para as perguntas que eu sei que vocês também gostavam de fazer 😉

Mafalda: Quantas vezes achas que devemos treinar por semana para vermos resultados no corpo e perdermos massa gorda? 

Welliboy: Na verdade. Não treinando nem 1x/semana, é possível perder massa gorda! Isto é possível se o nosso organismo estiver num balanço calórico negativo, ou seja, quando gastamos mais energia do que aquela que consumimos (comemos).

Mafalda: Consideras mais importante fazer musculação ou cardio, ou ambos?

Welliboy: Está comprovado que incorporar no treino tanto cardio como musculação se traduz em melhores resultados quando se pretende alterar a nossa composição corporal. O cardio é um tipo de exercício, caracterizado por ser cíclico e envolver grandes massas musculares, o que nos permite gastar mais calorias. No entanto este tipo de exercício não se revela muito eficaz na manutenção da massa muscular, daí ser importante fazer também musculação.

Mafalda: Para quem tem uma alimentação saudável e faz exercício fisico regular (ex: 4x por semana) mas não consegue perder massa gorda, o que achas que deve mudar no treino?

Welliboy: Os processos de perda de massa gorda, estão (muita vezes) associados a perda de peso, e o organismo tende a adaptar-se aos gastos energéticos tornando-se mais eficiente. Por exemplo: Durante 1 mês fiz 3xcardio/semana e perdi 4kg. No 2ºmês fiz a mesma coisa mas não perdi nada. O organismo adaptou-se! Neste caso, ou se faz uma maior restrição calórica, ou se faz mais exercício, ou até mesmo os 2! Se o indivíduo já estiver numa situação stressante, talvez até seja melhor ter um período de recuperação, como se fizéssemos um reset no metabolismo.

Mafalda: Que tipo de treino recomendas para perder os excessos das festas de natal e do ano novo?

Welliboy: Apesar muitas pessoas associarem ao treino apenas a componente biológica existe outras variáveis psicológicas e sociais também elas importantes no que toca ao treino. Isto para dizer que, as pessoas devem pensar a longo prazo! Após estas épocas, a tendência será saturarem-se de exercício, algo que não vão conseguir manter durante muito tempo e nem sequer gostam de fazer. O que mais tarde irá levar a um novo aumento do peso. Foquem-se no que é acessível para a vossa vida,e não no ideal se tivessem as melhores condições.

Mafalda: Para quem não gostas de ginásio, achas que as aulas são suficientes para alcançar os objetivos?

Welliboy: Se for um objectivo de lazer apenas penso que sim. No entanto, as aulas são de grupo, e as pessoas beneficiam muito mais quando o treino é individualizado! Melhor que isto? Sim, quando acompanhado. O treino individualizado é moldado consoante as características do sujeito, algo que não é possível de acontecer em aulas de grupo, porque teríamos de satisfazer várias necessidades diferentes. Isto permite ao sujeito, atingir os seus objectivos de uma forma mais rápida, mais segura. Quando o treino é acompanhado, a sua qualidade aumenta ainda mais, uma vez que o um indivíduo está sobre supervisão de um profissional qualificado, que lhe irá proporcionar maior qualidade de treino, a todos os níveis como postural (correcção durante o treino), psicológico (motivação), biológico (adaptar os treinos consoante a evolução do aluno) .

0 Comentários

Deixar Comentário