As 10 coisas que tem mesmo de saber sobre a dieta FODMAP

15% da População mundial sofre de síndrome do cólon irritável e dos seus sintomas associados como distensão abdominal, flatulência, dores abdominais e irregularidades intestinais. Por isso, os FODMAP foram identificados para criar uma dieta que conseguisse ajudar a controlar estes sintomas e minimizar os efeitos nocivos da doença. E como esta é uma dieta que me afeta muito a mim, resolvi partilhar convosco 10 coisas que precisam mesmo de saber para conseguirem seguir um regime:

  1. FODMAP significa: Fementaveis, Oligossacáridos,  dissacáridos, monossacáridos e poliois.
  2. FODMAP são hidrato de carbono de cadeia curta (açúcares e fibras) que não são bem absorvidos no intestino delgado e seguem para o intestino grosso onde alimentam a flora bacteriana intestinal. Como resultado deste processo, as bactérias produzem gases que causam flatulência, distensão e dores abdominais e cólicas.
  3. A presença destes hidratos de carbono no intestino grosso também aumenta a retenção de água no intestino que, combinada com água, provoca cólicas e alterações nos movimentos intestinais (prisão de ventre ou diarreia).
  4. Uma dieta pobre em FODMAP deverá ser temporária pois restringe muitos alimentos nutritivos e importantes para o organismo.
  5. A melhor forma de fazer uma dieta pobre em FODMAP é eliminando todos estes alimentos durante um período de 2 a 6 semanas. Durante esse período, os sintomas gastrointestinais deverão começar a melhorar.
  6. Depois de eliminar os FODMAP da alimentação e controlar os sintomas, os alimentos deverão ser reintroduzidos gradualmente e de forma controlada num plano alimentar especifico para cada pessoa, por forma a permitir que o intestino se adapte e não volte a apresentar os sintomas.
  7. Esta não é exatamente uma dieta fácil de cumprir e requer alguma disciplina e autocontrolo para que se consigam atingir bons resultados e se faça um tratamento eficaz. Mas nisto, devo dizer-vos que é igual a todas as outras dietas. É por isso que estas dietas muito especificas devem ser feitas com o acompanhamento de um nutricionista.
  8. Não é uma dieta com 100% de sucesso. Isto porque o síndrome do cólon irritável e muitos outros distúrbios intestinais dependem também de factores externos como stress, tabaco, sono, exercício físico e medicação. Pode então afirmar-se que a maior parte das pessoas sente um grande alivio dos sintomas com esta dieta e aprende a controlar rapidamente situações de distensão abdominal e flatulência. No entanto, é preciso ser um bocadinho mais completo na malteração de rotinas.
  9. Os alimentos ricos em FODMAP são:
    1. Trigo
    2. Centeio
    3. Cevada
    4. Cebola
    5. Alho
    6. Nectarinas
    7. Feijão
    8. Grão
    9. Ervilhas
    10. Lentilhas
    11. Cajus
    12. Pistácios
    13. Leite
    14. Iogurte
    15. Gelado
    16. Maças
    17. Peras
    18. Mangas
    19. Espargos
    20. Mel
    21. Cogumelos
    22. Couve-flor
    23. Adoçantes como xilitol ou maltitol
    24. Couves de bruxelas

    10. Os alimentos que deve escolher nesta dieta são:

  1. Uvas
  2. Laranjas
  3. Mirtilos
  4. Morangos
  5. Pimentos
  6. Pepino
  7. Couve bock choy
  8. Quinoa
  9. Arroz integral
  10. Polenta
  11. Leite de amêndoa
  12. Sementes de chia
  13. Avelãs
  14. Abóbora
  15. Nozes
  16. Frango
  17. Peru
  18. Ovo
  19. Peixe
  20. Tofu
  21. Tempeh
  22. Azeite
  23. Manteiga de amendoim
  24. Óleo de coco
  25. Chocolate negro
  26. Chá verde, preto e branco
  27. Café
  28. E muitos outros…

Curioso? Venha ter comigo a uma consulta para saber como pode aliviar os seus sintomas e acabar de vez com uma barriga sempre distendida e mal disposta 😉

Fotografias CV Love 

0 Comentários

Deixar Comentário