Equilibrio – O guia de receitas para um intestino saudável

O organismo humano é colonizado por uma imensidão de microrganismos. São cerca de 100 triliões as bactérias, fungos, vírus, protozoários e parasitas eucarióticos que cobrem todo o nosso corpo desde a pele, a boca, o nariz, as orelhas ou mesmo o intestino. Nesta diversidade de microbioma conseguimos encontrar cerca de 10000 espécies diferentes cada uma com o seu DNA específico, e todas elas têm um papel central da nossa saúde. Este microbioma é quase considerado um órgão por si só, quase tão importante para o nosso organismo como os pulmões, o fígado ou os rins.

Ao longo dos anos têm sido realizados inúmeros estudos que mostram que a flora bacteriana intestinal é das mais influentes do nosso organismo e que tem influência sobre praticamente todos os processos do nosso organismo, desde a função imunitária, a capacidade de desintoxicação, a absorção de nutrientes, a produção de metabolitos, o metabolismo energético, e até a transmissão sináptica. Cada vez mais cientistas conseguem associar o microbioma com o nosso humor, capacidade de memória, libido, auto-estima ou capacidade imunitária e, além de tudo isto, estes pequenos seres começam também a ser associados a doenças como alergias, doenças inflamatórias, diabetes, cancro ou mesmo demência e doenças degenerativas cerebrais.

Que somos o que comemos já todos sabemos, mas será que sabemos exatamente o que isso significa? No meu livro “Superalimentos, refeições com mais vida” tentei passar a mensagem que podemos potenciar uma alimentação completa, variada e equilibrada com alguns superalimentos, tornando-a também funcional no sentido da prevenção de inúmeras doenças e processos degenerativos. Neste livro, pretendo mostrar-vos como aquilo que ingerimos em cada refeição, em cada snack, em cada dentada, pode ser o maior desafio para a saúde do nosso microbioma e, consequentemente, o maior fator de influência para o nosso estado de saúde. Aqui encontra quase 100 receitas saborosas e saudáveis que o vão ajudar a manter o equilíbrio.

Como está organizado o livro?

  1. O meu caso Pessoal – falo-vos de mim e do meu problema e de como tentei juntar a nutrição, a medicina convencional, a medicina chinesa e o exercício físico para melhorar os sintomas
  2. A flora microbiana intestinal – explico-vos afinal o que é isto da flora e como é composta
  3. Sabia que o seu intestino o pode deixar doente? – falo-vos de como podemos detectar sinais de desequilíbrio no intestino e do impacto que isso tem na nossa saúde
  4. O que faz com que a flora microbiana intestinal fique desequilibrada ? – explico-vos o que desequilibra a nossa flora intestinal quer através da alimentação quer através do estilo de vida
  5. O que faz com que a flora microbiana intestinal fique equilibrada ? – explico-vos quais são os melhores alimentos para equilibrar o intestino
  6. Coma bem, sinta-se melhor – falo-vos da importância da alimentação para o nosso bem-estar
  7. Desintoxique-se para se equilibrar – um detox que nos equilibra e que não envolve sacrifícios
  8. Mude a forma como compra os seus alimentos – dou-vos uma lista de compras dos alimentos que considero mais essenciais para equilibrar o intestino e explico-vos a importância de saber escolher o que comer em que situações
  9. Receitas (todas sem glúten e sem leite e lacticínios):
  • Para começar bem o dia
  • Para levar
  • Para saborear
  • Para se deliciar
  • Para restabelecer o equilíbrio (remédios caseiros)

A nossa alimentação influencia direta e fortemente a diversidade e o equilíbrio da flora bacteriana intestinal. Uma alimentação rica em fibras que alimentam as bactérias probioticas e pobre em açúcares refinados que alimentam as bactérias invasoras, ajuda a manter a integridade da parede intestinal, a permitir a absorção equilibrada de nutrientes e o bloqueio da absorção de toxinas, combate os processos inflamatórios e permite o bom funcionamento do organismo.

Curioso? Saiba mais aqui 🙂

0 Comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.