Maio 2018

Esta semana conseguir almoçar em casa e fiz uma saladona de espiralizado de curgete super fresquinha e saciante. No fundo usei alguns ingredientes que tinha por casa por isso já sabem, podem trocar por outros que gostem mais e fazer as vossas misturas preferidas. A ideia é dar-vos alternativas para fazerem pratos leves que vos saibam bem. Em termos calóricos, usarem este espiralizado de curgete em vez de massa faz uma diferença de 20kcal e 15g de hidratos de carbono por 100g, para 140 Kcal e cerca de 77g de hidratos de carbono por 100g respectivamente. Por isso, podemos dizer

Na minha busca incessante por receitas vegetarianas saudáveis, encontrei esta receita  e fiquei super tentada a experimentar fazer uns queques deliciosos mas usando cogumelos salteados. O resultado ficou super fofinho, saciante, sem glúten e saboroso. Tudo o que eu queria. E claro que tinha que partilhar convosco! Queques de grão com cogumelos salteados Para 8 queques Ingredientes 1 chávena de farinha de grão 1 ovo 1 colher de chá de fermento sem glúten 200ml de água + alguma para acertar a textura 100g de brócolos cozidos 1 cebola 2 dentes de alho 1 colher de chá de tomilho limão 20g de cogumelos shitake desidratados Azeite Sal Pimenta 1 colher de café de noz-moscada   Preparação Coloque os cogumelos numa

Já sabem que adoro variar os meus pequenos-almoços e dar uma volta às receitas do costume! Pois hoje trago-vos uma forma diferente e muito prática de fazer papas de aveia. Em vez de termos de as fazer diariamente podemos fazer de véspera e em vez de cozer no tacho assamos no forno. Fica mais proteica, mais saciaste e é muito mais simples para quem precisa de ter pequenos-almoços rápidos. Aveia no forno com maçã e canela  Para 8 pessoas Ingredientes 300g de papas de aveia com maçã e canela ou 250g de flocos de aveia + 1 maçã cortada em cubinhos + 1 colher

Andei recentemente à procura de uma forma de disfarçar o sabor da batata doce para a poder utiliza-la na cozinha e deixar de ser a única ave rara que não consome batata doce nos dias de hoje. Eheh desculpem-me amantes da batata doce, na teoria ela seria um alimento fantástico, cheia de fibras, com um índice glicérico relativamente mais baixo que a batata tradicional e cheia de carotenos que são, no fundo, antioxidantes fantásticos para o corpo. No entanto eu não gosto nada do sabor, só muito disfarçado. E esta foi uma das formas mais saborosas que encontrei para comer

ENTRETANTO NA NiT