Quantas peças de fruta devemos comer por dia?

Quando o paciente é questionado em consulta sobre a quantidade de fruta que deve consumir diariamente a resposta é quase sempre a mesma: 3-5 peças. No entanto, este pensamento não está totalmente correto. Realmente o intervalo 3-5 surge nas recomendações feitas pela direção geral de saúde, no entanto o grupo de alimentos em questão não é apenas a fruta, mas sim 3-5 porções de frutas e vegetais.

1 porção equivale a 80g de fruta ou legumes ou 1 peça de fruta de tamanho médio ou ½ chávena almoçadeira de legumes cozinhados ou 1 chávena almoçadeira de legumes crus. O recomendado é a ingestão máxima de 3 peças de fruta por dia. O restante da quantidade deste grupo de alimentos deve ser atingido através da ingestão de legumes.

A fruta é um alimento puro e muito saudável, contendo hidratos de carbono naturalmente presentes, desta forma devemos sempre preferir esta fonte de hidratos ao invés de snacks processados, tais como bolachas, barras ou bolos. De uma forma geral as frutas são constituídas por 8-10% de hidratos de carbono e têm na sua constituição entre 75 a 95% de água.

Outro constituinte muito relevante na fruta é a fibra. A fibra presente na fruta é um tipo de fibra solúvel, que não é absorvida pelo organismo, sendo fermentada no intestino delgado, contribuindo para o bom funcionamento do intestino. Estes elevados teores de fibra, retardam a absorção dos açúcares constituintes da fruta, beneficiando o controlo do açúcar no sangue (glicemia). No entanto, mesmo sendo muito saudável consumir este tipo de alimentos, é necessário que o façamos com moderação.Mesmo estando perante uma fonte natural de açúcar, quando ingerida em demasia pode sobrecarregar o organismo, estando constantemente a provocar picos de insulina e dar origem à sensação de fome. É por essa razão que muitas pessoas me perguntam em consulta se a fruta não tem muito açúcar. Claro que tem. No entanto, é rica em açúcares equilibrados e é sempre melhor consumir fruta do que uma bolacha, por exemplo. E podemos fazer com que a digestão destes açúcares seja mais prolongada no tempo, e não faça subir tanto os valores de insulina, combinando a fruta com frutos secos ou sementes, por exemplo.

Tente comprar fruta da época, já que é mais rica do ponto de vista nutricional, mais económica e sustentável. Junho traz-nos  ananás, bananas, morangos, limão, laranja, nêsperas e cerejas. Aproveite para combinar os morangos e frutos vermelhos que contêm menos açúcar com frutas mais açucaradas como as bananas ou o ananás. Assim atinge um bom equilíbrio diário no que toca ás fontes de açúcar que consome.

Já sabe, existem muitas alternativas saudáveis e práticas, basta pensar na sua saúde e bem-estar, fazer escolhas inteligentes e dedicar algum do seu tempo na organização das suas refeições.

0 Comentários

Deixar Comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.