Abril 2020

Tofu tikka masala com cenoura e curgete Para 4 pessoas Ingredientes: 500g de tofu ao natural 1 colher de sopa de azeite 1 cebola 1 curgete grande 2 cenouras 2 dentes de alho 1 colher de sopa de pasta tikka masala ou de preparado de de especiarias tikka masala em pó 250g de tomate em cubos 1 rodela de gengibre fresco 1 mão cheia de coentros frescos 300ml de bebida de arroz integral Rude Health Sal Pimenta Preparação             Num tacho coloque o azeite e a cebola picada. Refogue durante 3 minutos e depois junte os dentes de alho picados, a cenoura e curgete em cubinhos. Tape e cozinhe em lume médio durante 5 minutos.   2.         Junte depois o tomate

Em dezembro de 2019, foi identificado o novo coronavírus SARS-CoV-2, responsável por provocar COVID-19, nome atribuído à doença pela Organização Mundial de Saúde. Sabe-se que uma das duas principais vias de transmissão é através do contacto das mãos com objetos ou superfícies contaminadas com gotículas de uma pessoa infetada, que posteriormente contactam com as mucosas dos olhos, nariz e boca.  (World Health Organization, 2020; Direção-Geral de Saúde, 2020). Desta forma, a preocupação pela transmissão do novo coronavírus através dos alimentos tem sido crescente, no entanto, neste momento não há nenhuma evidência científica que indique que a transmissão pelos alimentos, cozinhados ou crus,

Atualmente nota-se uma crescente procura de bebidas vegetais em alternativa ao leite de vaca. Apesar das bebidas vegetais não poderem ser consideradas um substituto de igual valor nutricional ao leite, estas podem ser uma opção para as pessoas que têm, por exemplo, intolerância à lactose, alergia à proteína do leite ou uma alimentação vegetariana/vegan, uma vez que a sua aparência e textura são semelhantes às do leite de vaca.1–3 No mercado podemos encontrar diversas bebidas vegetais, entre elas bebidas de soja, amêndoa, avelã, noz, coco, arroz, quinoa e aveia.  No geral, estas bebidas vegetais são feitas à base de água,

Neste episódio tenho como convidada a Inês, uma especialista em finanças, que nos vem falar das finanças no que toca à alimentação, à gestão do orçamento para comer em casa ou fora e desmistificar o conceito de que a alimentação saudável é mais cara. Como primeiro passo, é importante termos noção do quanto é que estamos a gastar em alimentação e, para isso, a Inês dá-nos algumas dicas para sermos mais organizados e fazer uma alimentação mais consciente e de encontra aos nossos objetivos financeiros.              Começa por nos contar sobre o seu percurso profissional e da criação do seu blog “Mais

ENTRETANTO NA NiT