S01E13 – Entrevista Catarina Barreiros – Redução do desperdicio alimentar, compostagem e a pegada ecológica

S01E13 – Entrevista Catarina Barreiros – Redução do desperdicio alimentar, compostagem e a pegada ecológica

Neste episódio tenho como convidada a Catarina Barreiros, autora do blog “Do Zero”, ativista de uma vida sem desperdício e com a mínima pegada ecológica e cética a teorias da conspiração e golpes de marketing, e que vem aqui falar-nos de como simplificar a redução do desperdício. Começamos percebendo como a Catarina começou todo este processo e qual a melhor maneira de começarmos a mudar, falando no comprar a granel, no reaproveitamento de alimentos e na reciclagem. Fala-nos das dificuldades sentidas em comprar a granel com o surgimento da pandemia e quais os alimentos que devemos priorizar (secos, que conservem durante mais tempo). A Catarina deixa-nos algumas ideias de como organizar as compras a granel e como saber que quantidades comprar, o que levar para ir a uma loja a granel (frascos versus sacos) e ainda, como fazer compras a granel online. Também dicas para reduzir o desperdício nos talhos e peixarias (recipientes próprios), com o alerta de que é preciso ter cuidado com as regras de higienização e contaminação e o consumo de carne pesa mais que as embalagens de plástico e minimizar na compra de ração para animais. 

            Abordamos o tema da compostagem, com sugestões para as pessoas da cidade a conseguirem fazer nas suas casas ou apartamentos, aconselhando a não fazer dentro de casa, mas sim numa varanda abrigada, sem muito sol nem chuva. O normal é não haver cheiro, contudo, se tiver, significa que não está a ser bem feito ou tem algo de errado, mencionando possíveis hipóteses para tal acontecer. Falamos também de programas em Lisboa e aplicações para doar resíduos e do empréstimo de compostores de jardim, dos alimentos que devem ser evitados neste e no vermicompostor.

            A Catarina conta-nos da sua experiência com detergentes ecológicos e quais usa para a higiene da sua casa, referindo que os compra, igualmente, a granel e que ficam até mais baratos que os convencionais e explica-nos por que razão não faz detergentes em casa. Deixa também algumas ideias de alimentos que podem ser reaproveitados para a limpeza como a casca de limão e o cloreto de sódio.

            Na sua casa tenta rentabilizar e reaproveitar o máximo, deixando-nos algumas sugestões como usar lâmpadas LED, ter um serviço de eletricidade de energias de fontes renováveis, ter tomadas com switch, na cozinha, fazer bom uso das eficiências energéticas quando estamos a cozinhar (forno e robô de cozinha), não ter o frigorifico a -5oC, lavar a loiça na máquina de larvar ou aproveitar a água de aquecer o banho para utilizar na cozinha. Neste âmbito, questionei também a Catarina se, do ponto de vista de consumo energético, há diferença entre cozinhar com placa de indução ou com gás, à qual me respondeu há dois pontos a ter em conta neste assunto, no entanto, em Portugal, o ideal é ter uma placa com uma eficiência energética ótima. Sabia que é importante limpar muito bem a placa para não perder a eficiência energética?

– 
Se gosta dos conteúdos que publicamos aqui no podcast, por favor, deixe-nos a sua avaliação e comentário. Isso vai ajudar-nos imenso a crescer e a ir sempre de encontro ás suas expectativas!
Siga-nos também em:
Instagram: @mafaldaralmeida
Youtube: @Loveat
Linkedin: @Loveat
www.loveat.pt

Submeter comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

ENTRETANTO NA NiT