Será que a idade pode dificultar a perda de peso?

Será que a idade pode dificultar a perda de peso?

A qualidade de vida é um importante impulsionador de saúde e bem-estar em qualquer faixa-etária, mas especialmente na população mais velha, dado que a qualidade de vida tende a piorar com a idade e, com o aumento do Índice de Massa Corporal. Segundo a OCDE, apesar do aumento da expectativa de vida aos 65 anos, ainda muitos adultos passam a sua velhice de saúde precária e instável. (3) O excesso de peso e obesidade e os hábitos alimentares inadequados são dos principais fatores de risco que mais têm contribuído para a perda de anos de vida saudável. (5)

            Para um processo de perda de peso saudável ou prevenção do excesso de peso, são necessárias mudanças de estilo de vida, tais como evitar o consumo de alimentos processados e ricos em gorduras e açúcares, aumentar o consumo de frutas, vegetais, cereais integrais e leguminosas, e praticar atividade física regular. (7)A relação entre obesidade e idade pode proporcionar o surgimento de outras comorbilidades (diabetes, doenças cardiovasculares, osteoartrite) e o agravamento do estado de saúde do paciente, podendo até desmotivá-lo, deixando alguns profissionais de saúde reticentes quanto à eficácia da estratégia para a perda de peso. (4) (7)Contudo, vários estudos têm revelado o contrário, mostrando como é importante implementar e incentivar estratégias de tratamento contra a obesidade na população mais idosa. 

            Um estudo retrospetivo, realizado pela Universidade de Warwick,no University Hospitals Conventry and Warwickshire, teve como objetivo dissipar os mitos sobre a eficácia da perda de peso em pessoas mais velhas e concluiu que as mudanças no estilo de vida para controlar a perda de peso são eficazes na redução da obesidade, independentemente da idade. O estudo decorreu entre 2005 e 2016, onde foi feita uma seleção aleatória de 242 pacientes do serviço de obesidade deste hospital, criando dois grupos, um com idade inferior a 60 anos e outro com idade entre 60 e 78 anos. Como estratégia de perda de peso, o programa hospitalar utilizou mudanças baseadas no estilo de vida (alimentação, apoio psicológico e atividade física), realizando planos individualizados para cada paciente. Quando comparados os dois grupos, o grupo com mais de 60 anos tinha reduzido, em média, 7,3% do peso corporal e o grupo com menos de 60 anos, 6,9% do peso corporal. (4)

            Um outro estudo de diabetes tipo 2 “Look AHEAD”, teve como objetivo avaliar os efeitos, ao longo de quatro anos, de uma intervenção no estilo de vida (alimentação, atividade física, fatores de risco para doença cardiovascular) em pacientes com diabetes tipo 2 e excesso de peso ou obesidade, igualmente divididos entre dois grupos, um com idades entre os 45 e 64 anos e outro com idades entre os 65 e 76 anos. Mais uma vez, os resultados foram positivos, com uma redução do peso na população mais velha igual ou superior à população mais jovem, o que demonstra que é possível ocorrerem mudanças, apesar das condições de saúde associadas à idade. (1)

            Para além destes estudos, vários outros têm demonstrado a eficácia de uma restrição calórica na alimentação associada à prática de atividade física na redução do peso em indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos. (2) (6)

            Possíveis hipóteses para estes resultados passam por a população mais velha ter mais tempo para se dedicar às alterações do estilo de vida ou, por estarem mais alarmadas para o declínio do seu estado de saúde, estando mais motivadas a melhorar o mesmo. Concluindo que a idade, por si só, não deve ser uma barreira para as decisões clínicas relacionadas com a implementação de um estilo de vida mais saudável e, que os profissionais de saúde devem reconhecer a importância da perda de peso, em pessoas idosas com obesidade, para ajudar à promoção da sua saúde e bem-estar. (1) (4)

Artigo escrito por Ana Ramos, Nutricionista

Referencias bibliográficas

  • Espeland, M. A., Rejeski, W. J., West, D. S., Bray, G. A., Clark, J. M., … Peters, A. L. (2013). Intensive Weight Loss Intervention in Older Individuals: Results from the Action for Health in Diabetes Type 2 Diabetes Mellitus Trial. Journal of the American Geriatrics Society
  • Haywood, C., & Sumithran, P. (2019). Treatment of obesity in older persons-A systematic review. Obesity Reviews.
  • OECD (2019). Life expectancy and healthy life expectancy at age 65. Health at a Glance 2019: OECD Indicators 
  • Leyden, E., Hanson, P., Halder, L., Rout, L., Cherry, I., Shuttlewood, E., … Barber, T. M. (2020). Older age does not influence the success of weight loss through the implementation of lifestyle modification. Clinical Endocrinology.
  • PNPAS (2020). Relatório anual do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável.
  • Svetkey, L. P., Clark, J. M., Funk, K., Corsino, L., Batch, B. C., Hollis, J. F., … Stevens, V. J. (2013). Greater weight loss with increasing age in the weight loss maintenance trial. Obesity
  • World Health Organization (2020). Obesity and overweight

Submeter comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

ENTRETANTO NA NiT