Como escolher a melhor papa de bebé?

Como escolher a melhor papa de bebé?

As papas fazem parte de um dos primeiros grupos de alimentos, nomeadamente os cereais,a serem introduzidos aquando da diversificação alimentardo bebé.

É uma fonte de hidratos de carbono, proteína vegetale principalmente vitaminas e minerais, através do seu enriquecimento.

Existem dois tipos de papas:

  • Papas lácteas: com leite incorporado. Devem ser preparadas com água.
  • Papas não lácteas: Não têm leite incorporado. Devem ser preparadas com leite materno ou fórmula infantil.

É importante ter atenção às crianças que apresentam alergia à proteína do leite de vaca.

Outro fator importante que deve ter-se em consideração é a presença/ausência de glúten nas papas

Desde 2016 que a ESPGHAN, European Society for Paediatric Gastroenterology Hepatology and Nutrition, atualizou a altura em que se pode introduzir o glúten na alimentação do bebé, portanto, atualmente, este pode ser introduzido a partir dos 4 meses até aos 12 meses

Aspapas biológicas não são enriquecidas em vitaminas ou mineraise as papas caseiras, como são feitas de forma livre, não apresentam segurança nutricionaldevido a não existir quantificação dos macronutrientes e micronutrientes. Ultimamente as papas industriais têm reduzido o açúcar adicionado, sendo que o açúcar que aparece em algumas deve-se ao tratamento enzimático dos cereais. 

Para uma melhor análise do estudo de mercado as papas observadas foram divididas em 3 categorias diferentes: papas isentas de glúten; papas lácteas e papas não lácteas.

Quais os cuidados a ter em conta?

Os principais cuidados a ter em conta, que foram considerados como prioridade para a análise das categorias, são:

  • Lípidos.
    • Tabela nutricional:mais concretamente os teores de gordura saturada.
    • Lista de ingredientes:As papas com mais de um óleo vegetal e com óleo escrito antes de outros ingredientes principais foram descartadas para a classificação do top de cada categoria.
  • Hidratos de carbono dos quais açúcares.
    •  Na lista de ingredientes, sempre que aparecia açúcar ou alguma forma de açúcar (glucose, sacarose, lactose, frutose, maltose, xarope de malte, melaço e dextrose) a papa foi descartada para a classificação do top de cada categoria.
  • As papas biológicas não foram valorizadas pela ausência de fortificação/enriquecimento de vitaminas e minerais.

Método utilizado: Após a leitura da lista de ingredientes (que pretendemos sempre que tenha o menor número possível e que sejam os mais naturais) , a quantidade de gordura saturada e de açúcar foram as componentes principais a ter em conta.

Top 3 de papas isentas de glúten:

Top 3 de papas lácteas:

Top 5 de papas não lácteas:

Gostou deste tema? Leia este artigo “bebidas vegetais vs leite de vaca para crianças”

Para um aconselhamento mais personalizado, agende a sua consulta de nutrição com a nossa especialista em Alimentação materno-infantil, Dra Marta Magriço em https://zappysoftware.com/loveat

Artigo escrito por Inês Simões Alves (3671NE), Estagiária Loveat

Referências bibliográficas

Rêgo, C., Lopes, C., Durão, C., Pinto, E.,Mansilha, H., Pereira-da-Silva, L., Nazareth, M., Graça, P., Ferreira, R., Lima, R.M., & Vale, S. (2019). Alimentação Saudável dos 0 aos 6 anos.Linhas de Orientação para Profissionais e Educadores. DGS.

Submeter comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.