Alimentação Saudável

O Chá verde é uma bebida popular, utilizada há séculos, que alega ter inúmeros benefícios para a saúde, mas na prática que benefícios são estes? será que beber chá verde diariamente ou suplementar extratos de chá verde vai auxiliar numa perda de peso saudável? Para produzir o chá verde são utilizadas as folhas frescas da planta Camellia Sinensis cozidas a vapor. Além de ser consumido como bebida o extrato de chá verde é comercializado numa série de outras formas de consumo como cápsulas, comprimidos, extratos líquidos, e em produtos tópicos - cremes.1,2 Muitos dos benefícios do chá verde estão relacionados com as quantidades

A glutationa é um antioxidante formado por Cisteína, Glicina e Ácido glutâmico que tem vindo a ser amplamente estudado na prevenção da oxidação e degeneração cerebral, sobretudo e doenças como esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica, doença de Alzheimer, doença de Parkinson.  Atém disso, tem também uma função desintoxicante, protegendo o corpo contra compostos reativos de oxigênio e radicais livres nocivos derivados da exposição à radiação, agentes cancerígenos e toxinas. No fígado, a glutationa ajuda a proteger o organismo de xenobióticos como: fumo do cigarro, pesticidas, medicamentos. A glutationa também é responsável pela reciclagem de outros antioxidantes, como as vitaminas C e E,

A minha convidada de hoje no podcast chama-se Margarida Santos, é Médica, adora estudar e falar sobre nutrição e alimentação saudável e aceitou o meu convite para uma conversa muito descontraída sobre o tema.  Tem um podcast chamado A curiosidade Salvou o Gato, gosta de cozinhar e aborda a alimentação de uma forma muito simples, local e sustentável. Espero que gostem :)

O conceito “nós somos o que comemos” vai mais além, “nós somos o que digerimos e absorvemos”. E é aqui que entram as enzimas digestivas, necessárias para degradar o que consumimos em partículas mais pequenas, capazes de nos nutrir! As enzimas digestivas são pequenas proteínas produzidas em grandes quantidades e secretadas ao longo do trato gastrointestinal (desde a boca até ao intestino) que nos ajudam a quebrar e digerir os alimentos.  Por exemplo: a amilase salivar começa a decompor uma pequena quantidade de amido na boca, a tripsina e a quimotripsina são produzidas no pâncreas e atuam no duodeno hidrolisando ligações

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define os “açúcares simples” como os mono e dissacáridos os açúcares naturalmente presentes no mel, xaropes, sumos de fruta e concentrados de sumo de frutas e os açúcares adicionados aos alimentos e às bebidas pela indústria alimentar, manipuladores de alimentos ou pelos consumidores.1Segundo a European Food Safety os “açúcares adicionados” são a glicose, frutose, sacarose, amidos hidrolisados (xaropes de glucose e frutose) e outras preparações isoladas de açúcar, também adicionados pela indústria, manipuladores ou consumidores.2 O consumo excessivo de açúcar tem vindo a ser associado a: - excesso de tecido adiposo3,4 - aumento do peso5 - aumento do risco de doenças crónicas não transmissíveis(Obesidade,

O tema do podcast de hoje é dos mais abordados em consulta e nas minhas redes sociais. Qual é o segredo para se perder peso com qualidade, eliminando as gorduras localizadas sem perder massa muscular? Hoje vou contar-lhe os 3 passos simples que deve adotar para o conseguir :) Gostou despe episódio? Então vamos por algumas das coisas que falei em prática: 20 saladas boas para o verão20 sumos e batidos saudáveis15 receitas de gelados saudáveis20 refeições práticas para levar para a praia20 jantares leves30 receitas de pequenos-almoços saudáveis Durante o verão, muitas pessoas me pedem ajuda para a retenção de líquidos, há

Verão pede saladas e receitas frescas, por isso, a coleção de receitas de hoje é dedicada a 20 opções saudáveis e saborosas que vai querer experimentar nestes dias quentes. Directo da horta Salada arco-íris Salada de camarão colorida Salada de couscous com espinafres e amêndoa Salada de espargos grelhados e millet Salada de espiralizado de curgete com frango e framboesa e molho de laranja com malaguetaSalada de feijão preto, vegetais grelhados e um molho de tomate picante Salada de feijão-preto com chimichurri Salada de grão com cenoura e caril Salada de grão e abacateSalada de kale, maçã e queijo FeCa

Uma das estratégias nutricionais usadas num processo de emagrecimento é a redução da ingestão de hidratos de carbono, sejam eles de rápida absorção, como os açúcares, ou hidratos de carbono complexos, como as farinhas provenientes dos cereais. As farinhas estão presentes em diversos produtos alimentares e receitas. É utilizada na confeção de pão, bolos, bolachas e, inclusive, em papas. Para substituir as farinhas provenientes de cereais, como a farinha de trigo, centeio, milho e até aveia, muitas pessoas utilizam farinhas provenientes de coco, de frutos oleaginosos (amêndoa, avelã, entre outros), de sementes ou de pseudo-cereais (quinoa, trigo sarraceno, entre outros). Mas

O cacau em pó é obtido a partir da pasta de cacau proveniente do fruto do cacaueiro (Theobroma cacaoL., Malvaceae). É preparado a partir de sementes que sofrem processos de fermentação, secagem, torrefação, moagem e prensa. O cacau tem uma enorme complexidade, contendo mais de 300 constituintes diferentes. Os seus principais componentes incluem: manteiga de cacau (ácidos gordos: oleico, esteárico e palmítico), minerais (magnésio, potássio, ferro e zinco), metilxantinas (teobromina e cafeína), polifenóis (tais como os flavonóides, presentes em alta concentração no cacau), além de outros compostos como tiramina, triptofano e serotonina. Os polifenóis são um grande grupo de compostos

Cada vez vivemos mais anos, pelo que a população idosa aumenta cada vez mais e, consequentemente, a prevalência do comprometimento cognitivo está a aumentar no mundo inteiro. De modo a contrariar esta tendência, existe um interesse crescente nos fatores de risco modificáveis, como a adesão a padrões alimentares saudáveis. A procura de alimentos e nutrientes capazes de melhorar esta condição levou à investigação dos ácidos gordos polinsaturados n-3 de cadeia longa, também conhecidos por ómega 3 [docosahexaenóico (DHA), ácido eicosapentaenóico (EPA) e ácido alfa-linolénico (ALA)]. Contudo, o ómega 3 é um ácido gordo essencial, ou seja, não é produzido pelo nosso

ENTRETANTO NA NiT