alimentação saudável Tag

O número de ovos que devemos consumir é um assunto muito discutido, mesmo entre a comunidade científica, temos de ter em conta que para fornecer este tipo de valores exatos é necessário estudar o assunto durante um período de tempo longo e não é ético fazer certos tipos de experiências e existem muitos fatores que podem influenciar os resultados.  O que sabemos atualmente é que temos várias boas razões para incorporar ovos na nossa alimentação. O ovo é um alimento com um valor energético moderado, fonte de proteína, rico em vitaminas e minerais importantes para o bom funcionamento do organismo, contêm

         As bolachas são um snack prático de levar e muito viciante pelo seu paladar doce e textura crocante, o problema das bolachas é realmente como parar de as comer depois de abrir o pacote! Hoje em dia temos uma variedade enorme de bolachas de todas as formas, tamanhos e sabores que possamos imaginar, embaladas em porções individuais ou em pacotes grandes, com embalagens muito atrativas que dificilmente nos escapam à atenção. Torna-se difícil escolher e é fácil sermos conduzidos a comprar bolachas com alegações como “sem açúcar”, “com elevado teor de fibra” que nem sempre significa que estas sejam uma

Sabe escolher um queijo mais saudável e menos calórico? Neste post vamos mostrar-lhe qual a melhor forma de o fazer. O Queijo é considerado um produto fresco ou curado, de consistência variável obtido pela separação do leite em coalhada (fase sólida) e soro de leite (fase líquida) que depois pode ser submetido a uma série de processos consoante o produto final desejado.  Este pode ser classificado de acordo com vários fatores, destacando o processo de cura: pode ser frescoque é obtido por coagulação e dessoramento do leite por fermentação, pode ser adicionado coalho ou não. Não é submetido a processo de cura.

O sal, quimicamente designado por cloreto de sódio, é constituído por dois minerais: o sódio e o cloro. Estes dois minerais são essenciais ao normal e saudável funcionamento do nosso organismo, porém o consumo excessivo, particularmente de sódio (5 g de sal equivalem a 2 g de sódio), acarreta inúmeras consequências, nomeadamente: Hipertensão e, por conseguinte, doenças cardiovasculares, designadamente AVC;Aumento do risco do aparecimento de determinados tipos de cancros, em particular o cancro do estômago;Sobrecarga do funcionamento renal, provocada pelo maior esforço do rim para excretar o excesso de sódio;Maior retenção de líquidos pelo organismo, contribuindo para o aparecimento de celulite.  Assim

A diabetes tipo 2 é uma das doenças crónicas mais comuns hoje em dia, e ocorre quando a insulina produzida pelo pâncreas ou não é suficiente para atender às necessidades do organismo ou o organismo é resistente à insulina e, portanto, não consegue usá-la adequadamente. Os sintomas são variáveis e vão desde hiperglicemia, fadiga, sede excessiva e micção frequente.  É uma doença com muitos fatores modificáveis podendo ser totalmente revertida, a alimentação e o estilo de vida têm um papel fundamental! Os fatores de risco são história familiar de diabetes (genética), excesso de peso, obesidade, sedentarismo, hipertensão arterial e dislipidemia. A

A minha convidada de hoje no podcast chama-se Margarida Santos, é Médica, adora estudar e falar sobre nutrição e alimentação saudável e aceitou o meu convite para uma conversa muito descontraída sobre o tema.  Tem um podcast chamado A curiosidade Salvou o Gato, gosta de cozinhar e aborda a alimentação de uma forma muito simples, local e sustentável. Espero que gostem :)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define os “açúcares simples” como os mono e dissacáridos os açúcares naturalmente presentes no mel, xaropes, sumos de fruta e concentrados de sumo de frutas e os açúcares adicionados aos alimentos e às bebidas pela indústria alimentar, manipuladores de alimentos ou pelos consumidores.1Segundo a European Food Safety os “açúcares adicionados” são a glicose, frutose, sacarose, amidos hidrolisados (xaropes de glucose e frutose) e outras preparações isoladas de açúcar, também adicionados pela indústria, manipuladores ou consumidores.2 O consumo excessivo de açúcar tem vindo a ser associado a: - excesso de tecido adiposo3,4 - aumento do peso5 - aumento do risco de doenças crónicas não transmissíveis(Obesidade,

Uma das estratégias nutricionais usadas num processo de emagrecimento é a redução da ingestão de hidratos de carbono, sejam eles de rápida absorção, como os açúcares, ou hidratos de carbono complexos, como as farinhas provenientes dos cereais. As farinhas estão presentes em diversos produtos alimentares e receitas. É utilizada na confeção de pão, bolos, bolachas e, inclusive, em papas. Para substituir as farinhas provenientes de cereais, como a farinha de trigo, centeio, milho e até aveia, muitas pessoas utilizam farinhas provenientes de coco, de frutos oleaginosos (amêndoa, avelã, entre outros), de sementes ou de pseudo-cereais (quinoa, trigo sarraceno, entre outros). Mas

ENTRETANTO NA NiT