alimentação saudável Tag

A qualidade de vida é um importante impulsionador de saúde e bem-estar em qualquer faixa-etária, mas especialmente na população mais velha, dado que a qualidade de vida tende a piorar com a idade e, com o aumento do Índice de Massa Corporal. Segundo a OCDE, apesar do aumento da expectativa de vida aos 65 anos, ainda muitos adultos passam a sua velhice de saúde precária e instável. (3) O excesso de peso e obesidade e os hábitos alimentares inadequados são dos principais fatores de risco que mais têm contribuído para a perda de anos de vida saudável. (5)             Para um processo de perda de

A FAO (2010), define a alimentação sustentável como, uma “dieta que deve proteger e respeitar a biodiversidade e os ecossistemas; culturalmente aceitável e acessível; economicamente justa; nutricionalmente adequada; segura e saudável; além de otimizar os recursos naturais e humanos”. É um facto que, para atingirmos uma alimentação sustentável, precisamos de sintonia de diversas áreas, não somente da nutrição. Uma alimentação saudável e sustentável é aquela que promove saúde, mas ao mesmo tempo que preserva futuro do meio ambiente. E saúde não é apenas a ausência de doenças, mas é também o estado pleno de bem-estar físico e social, tal como

Já ouviu falar em superalimentos? Concerteza que sim, pois são várias as marcas alimentícias que utilizam esta designação, como forma de marketing, para atrair a atenção dos consumidores para os seus produtos. Mas será que existem mesmo superalimentos?  A verdade é que não existe uma definição oficial para este termo, porém, esta é a designação utilizada para se referir a alimentos que possuem uma elevada densidade nutricional em vitaminas, minerais, fibras e/ou outros compostos como fitoquímicos e ácidos gordos, que contribuem com benefícios para a saúde.  (1) Neste sentido, o termo superalimento, remete-nos para a definição de alimento funcional, mais utilizado pela comunidade

Tanto a abóbora como a alfarroba são dois frutos com propriedades benéficas, mas que diferem bastante ao nível da sua composição nutricional.             A abóbora é pobre em calorias (11kcal/100g), com uma quantidade moderada de fibras, mas rica em vários tipos de carotenoides, especialmente b-caroteno, que lhe dá a sua cor laranja/amarela característica, e lhe conferem a sua propriedade antioxidante. Também contém flavonoides, com propriedades anticancerígenas, e esteróis que são convertidos em vitamina D no organismo.É também rica em vitaminas A, C e E. Contudo, contém muito poucos minerais, apenas apresenta valores apreciáveis de potássio e cálcio. (1) (2) (3)             A alfarroba, apresenta uma composição nutricional muito

Neste episódio tenho como convidada a Mafalda Ramos, especialista em Ayurveda, uma ciência milenar. A Mafalda sempre quia ser veterinária, mas aos 16 anos teve um evento de anorexia e, quando começou a recuperar, tornou-se obcecada pela alimentação e decidida a seguir nutrição, para conhecer os alimentos e os seus efeitos no nosso corpo, licenciando-se em anatomia patológica. Contudo, aos 22 anos teve diabetes e começou a tentar tratamentos milagrosos para a sua compulsão alimentar e foi aí que descobriu a sua paixão pela Ayurveda.              A Ayurveda é a ciência que nos leva a estar conectados connosco e com o que

Depois de tanto me pedirem para falar sobre exercício fisico e alimentação que devemos fazer em função disso, resolvi trazer uma amiga que me é muito querida, especialista no tema, para nos ajudar a esclarecer todas as dúvidas. A Milene Faustino  é personal trainer e, neste episódio, responde a todas as questões que vocês tanto me colocam:- Que tipo de exercício será melhor para perder peso?- Devo fazer treino de cardio antes ou depois da musculação?- Quantas vezes por semana preciso de treinar para ter resultados?- Se fizer só musculação vou ficar "grande"?- Quais são os melhores exercícios para perder massa

A alimentação, é após a respiração e a ingestão de água, a mais básica das necessidades humanas, contudo, esta representa muito mais do que uma necessidade biológica, uma vez que está integrada num complexo sistema de significados sociais, sexuais, políticos, religiosos, éticos, estéticos, entre outros. (1)Assim, compreende-se que as escolhas alimentares, dependem de fatores intrínsecos (método de preparação, aspeto, textura, temperatura, cor, odor, sabor, qualidade), pessoais (influência dos outros, personalidade, humor, apetite, emoções, família, educação), culturais e religiosos (restrições religiosas, tradições, influências culturais), biológicos (sexo e idade), fisiológicos (doenças), psicológicos, sócioeconómicos (condições económicas, custo dos alimentos, segurança, prestígio) e também de

Neste episódio tenho como convidada a Vanda, que nos vem falar sobre Feng Shui, uma arte milenar, com cerca de 3500 anos, em que o objetivo é harmonizar os espaços onde estamos de forma a favorecer um maior equilíbrio e sensação de bem-estar, adaptando o espaço à pessoa. Para isso, é bastante importante a pessoa saber o que pretende, se uma melhor alimentação, se é dormir melhor, etc. Apesar de todos os seus cursos, foi o Feng Shui que a conquistou, tanto pelo impacto positivo na sua saúde e vida, como no que poderia fazer para ajudar outras pessoas.             Tudo o

Neste episódio vou focar nas preocupações das mulheres e nas dúvidas que lhes surgem, tais como: cessação da pilula, regulação do ciclo menstrual, fertilidade, fome emocional, menopausa, que são presenças constantes nas minhas consultas.              Na maior parte dos países, há alguma disparidade de resultados entre a esperança média de vida, dentro dos 2 géneros, sendo que as mulheres têm sempre esperança média de vida maior do que os homens. A grande questão é, sobretudo, se estes anos extra de vida, que as mulheres têm, se são passados com saúde e com boa qualidade ou não. É muito importante termos uma noção

Para o reforço do sistema imunitário, a base é ter uma alimentação saudável!             Na imunidade, existem dois tipos de resposta imunológica, a inata, que nasce com a pessoa e é uma resposta extremamente eficiente e rápida, sendo a nossa primeira linha de defesa (pele, intestino), e a adquirida, que é mais especifica e só é estimulada quando em exposição a um elemento estranho. O intestino é das nossas principais defesas, mas também das que mais descuidamos, ou por não lhe darmos a devida atenção, ou por não lhe darmos o devido valor. É no intestino que temos cerca de 70% das

ENTRETANTO NA NiT