alimentação saudavel Tag

Para 4 pessoas Ingredientes Arroz Integral com Frango e Abóbora • 2 colheres de sopa de azeite • 200 g de frango em tiras • 1 cebola picada • 2 dentes de alho • 1 cháv. de arroz integral Salutem • 2 colheres de sopa de polpa de tomate • meia colher de sopa de sal rosa dos Himalaias Salutem • pimenta preta, q.b. • 1 cháv. de abóbora em cubos pequenos • Salsa picada Instruções 1. Cozinhe o arroz integral de acordo com as instruções da embalagem. Escorra o excesso de água e deixe arrefecer. 2. Enquanto o arroz coze, corte

Hambúrguer de lentilhas com molho de iogurte Serve 6 pessoas  ingredientes Hambúrguer de Lentilhas • 500g lentilhas vermelhas Salutem • 1 cebola • 2 dentes de alho • 1 cenoura grande • 200g miolo pão integral • 1 ovo • Flor de Sal Salutem • pimenta, q.b. • Coentros, q.b. Molho de iogurte • 250g iogurte natural magro • Sumo de 1 lima • Sal e pimenta, q.b.  Instruções 1. Comece por demolhar as lentilhas por, pelo menos, 30 minutos (preferencialmente durante a noite). Descarte a água da demolha e coza-as numa nova água, sem sal, por 15 a 20 minutos.

A minha convidada deste podcast enquadra-se nos conceitos de mindful-eating, intuitive-eating, ter mais consciência e presença na nossa alimentação, aprender a ouvir o corpo e as nossas necessidades, abafar os sentimentos da fome emocional e de compulsão alimentar, tomar controlo face à nossa alimentação sem nos repreendermos.              A Cláudia tem um podcast que se chama “Oficina” e um projeto que é o “Holistica”, onde procura olhar para o estilo de vida como um todo. Para além disso, é health coach, portanto o seu trabalho é focado na alimentação, meditação e exercício físico. Antes de ter esta mentalidade de alimentação intuitiva, no

Neste episódio tenho como convidada a Eunice, psicóloga, macro coach e mãe de 2 rapazes. Para a Eunice, a alimentação macrobiótica é uma filosofia/estilo de vida, que tem um método culinário delicioso e nutritivo e que se baseia nos cereais integrais e ancestrais, nas frutas e legumes da época, frutos secos, sementes e algas.              O seu interesse pela alimentação começou através de uma mudança no seu estilo de vida e numa recomendação a experimentar esta alimentação, onde diz ter começado a sentir diferenças tanto a nível físico como emocional e espiritual. Para além disso, afirma que é um estilo de alimentação

Neste episódio tenho como convidada a Débora, nutricionista que acompanha a marca Iswari, uma marca, a meu ver, de referência no que toca a Superalimentos e, por isso, nos vem falar o que são Superalimentos, quais são estes alimentos, quais os seus benefícios e como introduzi-los na alimentação. Começamos por falar um pouco da Iswari, de como surgiu esta ideia e do seu crescimento ao longo dos anos. Esta é uma marca biológica e glúten-free, que tem como filosofia criar uma sintonia entre a saúde/bem-estar com a natureza, pois é de lá que retiramos tudo o que necessitamos.             Um superalimento é um alimento

A minha convida neste episódio é mãe de três filhos, muito prática e, exatamente por isso, vem falar-nos de como organiza as refeições em casa, como é a dinâmica familiar entre fazer refeições para três crianças com gostos e experiências diferentes e como as educa a terem respeito pela sua saúde e alimentação. É verdade que cada família é uma família e tem a sua organização, mas o meu objetivo é que através deste episódio sintam alguma inspiração e vejam um outro lado daquilo que é a gestão familiar. Conta-nos do seu percurso e de como surgiram as suas redes sociais

O período do fim da tarde é aquele em que por vezes sentimos mais fome e onde é mais difícil resistir às tentações. Existem alguns truques simples que podemos colocar em prática de modo a ter menos fome no final da tarde e a controlar melhor aquilo que comemos.  1. Lanchar: o período entre o almoço e o jantar é muito longo e por vezes ficamos muitas horas sem comer, fazer sempre pelo menos um lanche a meio da tarde vai ajudar a manter a saciedade e a controlar a fome para evitar comer grandes quantidades de alimentos ao jantar. 2. Fazer refeições

            Uma dieta Low Carb tem como princípio de base uma alimentação com uma ingestão baixa ou moderada de alimentos ricos em hidratos de carbono. Para que a dieta seja considerada Low Carb os hidratos de carbono devem representar cerca de 30 a 40% do valor energético diário total, enquanto o habitual seria representarem cerca de 50%, sendo que as restantes calorias retiradas de hidratos de carbono são distribuídas pela proteína ou gordura de acordo com a situação particular e objetivo de cada um1.             Um regime alimentar Low Carb não é necessariamente menos calórico, o que acontece neste tipo de dietas é

A retenção de líquidos é um problema muito comum, que afeta sobretudo as mulheres, em especial no período do verão quando a temperatura é mais elevada. Consiste numa acumulação de líquido excessiva no espaço que envolve os tecidos causando inchaço (edema). Normalmente manifesta-se nas extremidades, principalmente na zona dos pés e tornozelos1.              Entre as causas para a retenção de líquidos temos uma alimentação rica em sal, uma baixa ingestão de água, sedentarismo, problemas relacionados com a circulação sanguínea e alterações hormonais1. Existem algumas mudanças de estilo de vida que podem ser adotadas para reduzir a retenção de líquidos, tais como: - Reduzir

Sabe escolher um queijo mais saudável e menos calórico? Neste post vamos mostrar-lhe qual a melhor forma de o fazer. O Queijo é considerado um produto fresco ou curado, de consistência variável obtido pela separação do leite em coalhada (fase sólida) e soro de leite (fase líquida) que depois pode ser submetido a uma série de processos consoante o produto final desejado.  Este pode ser classificado de acordo com vários fatores, destacando o processo de cura: pode ser frescoque é obtido por coagulação e dessoramento do leite por fermentação, pode ser adicionado coalho ou não. Não é submetido a processo de cura.

ENTRETANTO NA NiT