desperdício alimentar Tag

Neste episódio tenho como convidada a Catarina Barreiros, autora do blog “Do Zero”, ativista de uma vida sem desperdício e com a mínima pegada ecológica e cética a teorias da conspiração e golpes de marketing, e que vem aqui falar-nos de como simplificar a redução do desperdício. Começamos percebendo como a Catarina começou todo este processo e qual a melhor maneira de começarmos a mudar, falando no comprar a granel, no reaproveitamento de alimentos e na reciclagem. Fala-nos das dificuldades sentidas em comprar a granel com o surgimento da pandemia e quais os alimentos que devemos priorizar (secos, que conservem

Numa das publicações anteriores mencionamos que um dos benefícios da rotulagem nutricional (https://www.loveat.pt/2020/01/sabe-o-que-pode-observar-num-rotulo-nutricional.html) mencionados pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) é a diminuição do desperdício alimentar. 1 É crucial, no momento de aquisição do produto alimentar, verificar a data e ponderar se o género alimentício em questão poderá permanecer em sua casa durante o período de tempo que estipulou para o consumir e evitar o desperdício. Perceber a diferença entre os tipos de data apresentadas num rótulo nutricional é, também essencial para esse efeito! Já reparou que em diferentes produtos pode observar diferentes menções no que diz respeito à data? Na rotulagem nutricional

Ao ler um rótulo no momento de aquisição de um produto alimentar ou em casa, o que é que observamos? Com o Regulamento (UE) N.º 1169/2011, após dezembro de 2016 todos estados-membros da União Europeia, têm de ter obrigatoriamente a rotulagem nutricional uniformizada para todos os géneros alimentícios. Assim, quando pegamos num produto alimentar pré-embalado o que podemos analisar é:1 - Denominação do género alimentício/produto alimentar; - Lista de ingredientes, numerados por ordem decrescente (do que se encontra em maior quantidade para o de menor quantidade) Produtos em que pode estar omitida: frutas e produtos hortícolas frescos não alterados; águas gaseificadas; vinagres de fermentação, com apenas um produto de base; queijo, manteiga, leite

Todos os anos, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, ou seja, cada um desperdiça em média 132 quilos de comida por ano. Só as famílias desperdiçam 324 mil toneladas. E 17% da comida é deitada fora ainda antes de chegar aos consumidores.   Assim, o controlo do que desperdiçamos é uma preocupação da Comissão Europeia, e em Portugal 2016 foi declarado o  "Ano Contra o Desperdício Alimentar".   O objetivo será então a redução de 50% do desperdício alimentar até 2020.  Como é que podemos evitar o desperdício em casa? Planeie as refeições e as compras de alimentos/produtos alimentares, de acordo com o

ENTRETANTO NA NiT