healthy eating Tag

No meu dia a dia recebo muitas perguntas sobre fertilidade, gravidez e a alimentação para esta fase. Existem inúmeras dúvidas quanto ao que podemos comer, quando ao que devemos comer, em que quantidades, e com que limites. Recentemente li um artigo da BBC que me deixou muito curiosa e ainda com mais vontade de partilhar esta informação. Neste era referido que, no Gambia, os meses em que as mães engravidavam influenciavam a esperança média de vida dos bebés devido à disponibilidade alimentar, que uma alimentação desadequada durante a gravidez pode passar sequelas para o bebé que se transmitem para as gerações vindouras, ou mesmo

Atletas mundialmente conhecidos como Patrik Baboumian, Rich Roll e Mac Danzig têm vindo a provar-nos que uma dieta vegetariana é capaz de manter um corpo nutrido, musculado e forte. No entanto, uma das perguntas que mais ouvimos relativamente a este assunto é “ onde se vai buscar a proteína necessária”. Para desmistificarmos este assunto é preciso lembrar que a dose diária recomendada de proteína é de cerca de 0.8g por cada quilograma de peso corporal. Mesmo que façamos alguns ajustes para uma dieta vegetariana tendo em conta a diferente digestibilidade dos aminoácidos presentes nas plantas, esta dose aumenta apenas para 0.9g de proteína por quilograma de peso corporal, valor

Na passada 5ª feira, dia 29 de Outubro, estive no programa Faz Sentido da Sic Mulher a conversar com a Ana Rita Clara sobre como ter uma alimentação saudável mas económica, a propósito do dia mundial da Poupança. Se não conseguiu ver em directo pode rever aqui. Para resumir o que estivemos a conversar, deixo aqui as minhas 10 sugestões: Faça um menu para a semana Bastam 20 minutos para pensarmos um pouco nas refeições principais, nos almoços que queremos levar para o trabalho e nos lanchinhos para nós e para os miúdos. Acabamos por conseguir variar mais nas receitas (porque nem sempre temos criatividade

Depois de uma visita ao mercado Biológico fico sempre inspirada para cozinhar com aqueles legumes deliciosos. Não adoro particularmente o sabor da beringela mas reconheço os seus benefícios nutricionais e, por isso, decidi cozinhá-la numa quiche. Como tinha comprado manjericão achei que este ia ser uma excelente forma de disfarçar o seu sabor e de me aromatizar todo o prato. O resultado ficou excelente, sobretudo porque dá imenso jeito para levar para o trabalho ou para comer entre reuniões. Quiche de beringela com tomate seco Para 6 pessoas Informação nutricional aproximada por pessoa: 454Kcal; 11.8g de HC; 39.4g de Lípidos; 14.1g de Proteínas Ingredientes  1

Ainda a pensar nos lanches saudáveis para as crianças decidi usar o cabaz de fruta biológica da Belong para fazer este bolo delicioso. Ainda a aproveitar os últimos morangos deste ano, decidi misturá-los com banana para criar um bolo fofinho que não seja demasiado doce e que possa fazer as vezes dos bolinhos processados com chocolate e outros cremes que tantas vezes preenchem as lancheiras das crianças. Aqui fica a receita: Bolo de banana com morangos Para 12-14 fatias Informação nutricional aproximada por fatia: 144 Kcal, 25g de HC, 2.1g de Lípidos, 4.5g de proteínas Ingredientes 4 ovos 150g de açúcar mascavado 300g de iogurte grego 1 limão 1 colher

Agora que as férias de verão chegaram ao fim é importante pensar na alimentação dos mais pequenos, planeá-la e organizar a despensa de forma adequada para que nunca faltem os alimentos mais saudáveis. Segundo a Rodas dos alimentos, as quantidades diárias de alimentos para crianças entre os 6 e os 10 anos são aproximadamente: Cereais e derivados: 5 porções/dia equivalem. 1 pão (50g) 1 fatia fina de broa (70g) 1 e 1/2 batata - tamanho médio (125g) 5 colheres de sopa de cereais de pequeno-almoço (35g) 6 bolachas - tipo Maria / água e sal (35g) 2 colheres de sopa de arroz / massa crus (35g) 4 colheres

Agora que as crianças estão de volta à escola e nós às rotinas começa novamente a preocupação com as lancheiras saudáveis e com o que preparar para que elas comam ao lanche. Como uma das coisas que as crianças mais gostam são bolachas pensei em fazer umas muito simples e rápidas que podemos fazer em casa em 20 minutos. Têm muito menos açúcar, não têm aditivos químicos como corantes, aromatizantes ou conservantes, são feitas com cereais integrais sem glúten e ainda assim continuam deliciosas aos olhos dos miúdos. Aqui fica a receita: Bolachinhas de limão sem glúten Para cerca de 20 bolachinhas Ingredientes 1

ENTRETANTO NA NiT