orçamento Tag

A alimentação, é após a respiração e a ingestão de água, a mais básica das necessidades humanas, contudo, esta representa muito mais do que uma necessidade biológica, uma vez que está integrada num complexo sistema de significados sociais, sexuais, políticos, religiosos, éticos, estéticos, entre outros. (1)Assim, compreende-se que as escolhas alimentares, dependem de fatores intrínsecos (método de preparação, aspeto, textura, temperatura, cor, odor, sabor, qualidade), pessoais (influência dos outros, personalidade, humor, apetite, emoções, família, educação), culturais e religiosos (restrições religiosas, tradições, influências culturais), biológicos (sexo e idade), fisiológicos (doenças), psicológicos, sócioeconómicos (condições económicas, custo dos alimentos, segurança, prestígio) e também de

Neste episódio tenho como convidada a Inês, uma especialista em finanças, que nos vem falar das finanças no que toca à alimentação, à gestão do orçamento para comer em casa ou fora e desmistificar o conceito de que a alimentação saudável é mais cara. Como primeiro passo, é importante termos noção do quanto é que estamos a gastar em alimentação e, para isso, a Inês dá-nos algumas dicas para sermos mais organizados e fazer uma alimentação mais consciente e de encontra aos nossos objetivos financeiros.              Começa por nos contar sobre o seu percurso profissional e da criação do seu blog “Mais

ENTRETANTO NA NiT