pão Tag

Ninhos de ovo com cenoura e manjericão Para 2 pessoas Ingredientes 2 bolinhas de puravita Fibras+ 2 ovos Meia cebola 1 cenoura pequena 30g de fiambre cortado em cubinhos 1 colher de sopa de azeite 4 folhas de manjericão fresco Sal Pimenta Preparação Corte a parte superior das bolinhas de pão e retire o miolo. Reserve para fazer depois açorda ou hambúrgueres vegetarianos.Descasque e pique a cebola. Coloque-a numa frigideira com um fio de azeite, tempere com sal e salteie 3 minutos. Junte depois a cenoura cortada em cubinhos muito pequeninos e o fiambre. Cozinhe com a tampa, em lume médio, mais 5 minutos.Verta o preparado para dentro dos pães e cubra com

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define os “açúcares simples” como os mono e dissacáridos os açúcares naturalmente presentes no mel, xaropes, sumos de fruta e concentrados de sumo de frutas e os açúcares adicionados aos alimentos e às bebidas pela indústria alimentar, manipuladores de alimentos ou pelos consumidores.1Segundo a European Food Safety os “açúcares adicionados” são a glicose, frutose, sacarose, amidos hidrolisados (xaropes de glucose e frutose) e outras preparações isoladas de açúcar, também adicionados pela indústria, manipuladores ou consumidores.2 O consumo excessivo de açúcar tem vindo a ser associado a: - excesso de tecido adiposo3,4 - aumento do peso5 - aumento do risco de doenças crónicas não transmissíveis(Obesidade,

O pão é o produto obtido da amassadura, fermentação e cozedura de farinha, água, levedura e sal. Sendo Portugal um pais de fãs de pão, este é daqueles alimentos que nunca passa de moda. No entanto, nos últimos anos, temos começado a ouvir dois novos conceitos associados ao mesmo, que parecem estratificar o pão em categorias: Fermentação lenta e cereais germinados. Sabe o que são? Quando se faz pão, a fermentação é o processo chave que faz toda a diferença no resultado final. Esta consiste no processo que transforma a glucose, que se encontra nas farinhas utilizadas para produzir pão, em dióxido

Numa alimentação saudável, o pão não tem de ser um alimento proibido, mas é preciso saber escolher e ler bem o rótulo. Um pão saudável é constituído apenas por farinha, água, fermento e sal.1Além destes ingredientes ao pão também pode ser adicionado determinados aditivos ou auxiliares tecnológicos.1 A quantidade adequada de ingestão de pão, assim como para todos os alimentos, depende das necessidades energéticas diárias de cada pessoa e do seu objetivo ponderal, ou seja, se quer manter, perder ou ganhar peso. Além da quantidade de pão, a escolha do tipo de pão é algo que pode fazer diferença nos seus hábitos

A elevada ingestão de sal, de acordo com Global Burden of Disease Study, é uma das maiores causas de mortalidade e risco para incapacidade, sendo que em 2017, mais de metade das mortes foram relacionadas com este hábito alimentar.1 Segundo a Organização Mundial da Saúde recomenda um consumo máximo de 5g de sal por dia (2g de sódio), por forma a evitar hipertensão, doenças cardiovasculares e  AVC.2Os portugueses consomem diariamente mais 3g de sal que o recomendado, sendo que muitas mortes poderiam ser evitadas se a ingestão de sal fosse reduzida.3 O semáforo disponibilizado pela a DGS, utilizado anteriormente nos últimos artigos de rotulagem

Para 1 pessoa Ingredientes 2 fatias de Puravita Rústico AncestralMeia maçã1 colher de sopa de manteiga de amêndoa1 colher de café de canela1 colher de café de azeite Preparação Corte a maçã em fatias finas e leve ao lume numa frigideira com um fio de azeite. Salteie em lume médio até dourar (cerca de 3 minutos). Torre as fatias de pão e barre-as com manteiga de amêndoa. Por fim, disponha as fatias de maçã sobre cada uma das tostas e polvilhe com um pouco de canela. Declaração Nutricional aproximada por 100g: Valor Energético: 226 kcal/ 950 kJ; Lípidos: 11,3g, Dos quais ácidos gordos saturados: 1,1g; Hidratos de Carbono: 13g, Dos quais

Rústico, do latim “rústicos”, significa “relativo ao campo ou próprio dele” e adjetiva muitas aldeias históricas de Portugal, que mantêm preservados os seus pormenores belos, tradicionais e grosseiros. Piódão, Linhares da Beira, Trancoso, Marialva, Castelo Rodrigo, Almeida, Castelo Mendo, Belmonte, Sortelha, Castelo Novo, Idanha-a-Velha, Monsanto são lugares que guardam a sua história, os seus traços rústicos e tradições.  Nestes recantos de Portugal, podemos encontrar a inspiração e a paz que muitas vezes necessitamos para sair do registo citadino e da rotina profissional diária. Pegar numa mochila e preparar a lancheira para partir em busca de conhecer as aldeias históricas é um ótimo plano de passeio de fim de semana e

Para 1 pessoa Ingredientes 2 fatias de Puravita 12 grãos2 folhas de alface1 rabanete4 folhas de manjericão fresco40g de tofuMeia colher de café de paprika fumada¼ de colher de café de flocos de chili1 colher de sobremesa de azeite1 chalota Preparação Coloque o azeite a aquecer numa frigideira com a chalota picada finamente. Salteie em lume médio. Junte depois a paprika e os flocos de chili. Esfarele o tofu para dentro da frigideira e envolva no preparado. Salteie mais 2 minutos. Disponha as folhas de alface e de manjericão sobre uma das fatias de pão.  Corte os rabanetes em rodelas e coloque sobre a alface. Verta

Existem duas espécies de trigo mais comuns: Triticum aestivum- trigo mole, utilizado nos produtos de padaria e pastelaria; e o Triticum durum- trigo duro, usado no fabrico de massas alimentícias. A sua semente é constituída por três partes principais: endosperma (constituído essencialmente por amido e proteína representando cerca de 80% do grão), gérmen ou embrião (rico em açúcares e lípidos) e uma capa protetora que origina o farelo. As proteínas insolúveis contidas no endosperma são responsáveis pela formação do glúten. Este é uma rede proteica formada por glutenina e gliadina, que permite a obtenção de texturas muito mais elásticas. O

Um dos períodos críticos em que as crianças desenvolvem desnutrição coincide com a introdução de alimentos complementares, que são nutricionalmente inadequados. Deste modo é essencial que sejam fornecidos alimentos nutricionalmente equilibrados, energeticamente densos, de fácil digestão e com benefícios funcionais. Um grão germinado é aquele que, quando adicionado em água e em contato com o oxigénio e a uma temperatura ambiente adequada, dá inicio a diferentes processos bioquímicos denominados por germinação (formação de uma nova planta). Este processo leva a diversas mudanças na composição dos grãos integrais (por exemplo, alfafa, milho, trigo integral, cevada, centeio, arroz e aveia) melhorando o seu

ENTRETANTO NA NiT