superalimentos Tag

Já ouviu falar em superalimentos? Concerteza que sim, pois são várias as marcas alimentícias que utilizam esta designação, como forma de marketing, para atrair a atenção dos consumidores para os seus produtos. Mas será que existem mesmo superalimentos?  A verdade é que não existe uma definição oficial para este termo, porém, esta é a designação utilizada para se referir a alimentos que possuem uma elevada densidade nutricional em vitaminas, minerais, fibras e/ou outros compostos como fitoquímicos e ácidos gordos, que contribuem com benefícios para a saúde.  (1) Neste sentido, o termo superalimento, remete-nos para a definição de alimento funcional, mais utilizado pela comunidade

Neste episódio tenho como convidada a Débora, nutricionista que acompanha a marca Iswari, uma marca, a meu ver, de referência no que toca a Superalimentos e, por isso, nos vem falar o que são Superalimentos, quais são estes alimentos, quais os seus benefícios e como introduzi-los na alimentação. Começamos por falar um pouco da Iswari, de como surgiu esta ideia e do seu crescimento ao longo dos anos. Esta é uma marca biológica e glúten-free, que tem como filosofia criar uma sintonia entre a saúde/bem-estar com a natureza, pois é de lá que retiramos tudo o que necessitamos.             Um superalimento é um alimento

O camu camu é um fruto que parece uma cereja, originário da América do Sul, sobretudo do Peru e do Brasil. Este fruto tem uma das concentrações mais elevadas de Vitamina C que tem um papel muito importante no reforço do sistema imunitário através da estimulação do desenvolvimento de glóbulos brancos. Além disso esta vitamina é essencial para a produção de colagénio que ajuda a reparar os tecidos e os órgãos e dá elasticidade a pele. Entre os vários antioxidantes presentes neste fruto como as antocianinas, as catequinas e o flavonoides, alguns têm sido associados com a prevenção de doenças cognitivas como Alzheimer e demência, à prevenção de processos inflamatórios

Apesar de não existir uma definição científica oficial do que constitui um superalimento, sabe-se que estes são alimentos que contêm níveis elevados de determinados nutrientes como vitaminas, minerais ou fitoquímicos e que se demonstram especialmente benéficos para a saúde. Contrariamente ao que muitas pessoas pensam, muitos deles são alimentos fáceis de encontrar e de cozinhar e com preços bastante acessíveis. No entanto, actualmente já encontramos vários superalimentos, sobretudo na sua forma desidratada, que têm origem em diversas partes do mundo, e que recentemente foram associados a benefícios para a saúde devido ao seu elevado teor de antioxidantes. No meu novo livro, "Superalimentos, refeições com mais vida" encontrará receitas que combinam estes dois