to live by Tag

"A Agricultura Biológica é um modo de produção que visa produzir alimentos e fibras têxteis de elevada qualidade, saudáveis, ao mesmo tempo que promove práticas sustentáveis e de impacto positivo no ecossistema agrícola. Assim, através do uso adequado de métodos preventivos e culturais, tais como as rotações, os adubos verdes, a compostagem, as consociações e a instalação de sebes vivas, entre outros, fomenta a melhoria da fertilidade do solo e a biodiversidade."  Agrobio O post de hoje é dedicado às razões que me levam a preferir, sempre que possível, comprar produtos alimentares que sejam produzidos com estas regras base. E como sinto que ainda existem

Chegando esta altura de oscilações de temperatura, queda de folhas, tardes quentes e noites frias começam as alergias, as dores nas articulações e as constipações. Por isso há pequeninos passos que podemos dar para reforçar as nossas defesas e melhorar a nossa resposta imunitária. Estes são os meus preferidos: Próbioticos Tomo próbioticos mais ou menos de 3 em 3 meses, às vezes até com menos tempo de intervalo, sobretudo no inicio do inverno, quando vou viajar ou quando estou de férias e as rotinas alimentares mudam muito. Costumo comprar estes porque já os conheço bem, confio e o meu corpo adapta-se muito

As especiarias, tal como as ervas aromáticas, são uma excelente forma de dar cor e sabor aos pratos e ainda de conseguir reduzir a quantidade de sal nos pratos. Na minha despensa tenho várias especiarias mas hoje, para quem não se aventura muito, decidi escrever um post com as minhas 6 especiarias essenciais: Orégãos (podem usar a erva ou em pó): Contêm inúmeros antioxidantes e combinam super bem com legumes, queijos, pratos com molho de tomate, massas e pizzas. Açafrão: Contém propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias e combina super bem com pratos de frango, caril, marisco e diversos tipos de arroz. Canela: Rica em

Todos os anos, os portugueses deitam para o lixo um milhão de toneladas de alimentos, ou seja, cada um desperdiça em média 132 quilos de comida por ano. Só as famílias desperdiçam 324 mil toneladas. E 17% da comida é deitada fora ainda antes de chegar aos consumidores.   Assim, o controlo do que desperdiçamos é uma preocupação da Comissão Europeia, e em Portugal 2016 foi declarado o  "Ano Contra o Desperdício Alimentar".   O objetivo será então a redução de 50% do desperdício alimentar até 2020.  Como é que podemos evitar o desperdício em casa? Planeie as refeições e as compras de alimentos/produtos alimentares, de acordo com o

Esta é daqueles perguntas que me fazem a toda a hora. Sim, engordam, claro, têm imensas calorias. Mas como nós já ultrapassámos a fase de só contar calorias, vamos lá analisar os frutos secos outros olhos :)  Os frutos oleaginosos apresentam, na sua generalidade, cerca de 600kcal por 100g, sendo que mais de 60% do seu valor energético é gordura (polinsaturada e monoinsaturada - as mais saudáveis), cerca de 10 a 30% de proteína e até 15% de hidratos de carbono. São ainda uma excelente fonte de fibra e ricos em vitaminas como a vitamina E e o ácido fólico e

Uma vez mais, numa tentativa de dar resposta às vossas perguntas, hoje decidi fazer um post sobre as manteigas de frutos secos. Como fã incondicional de manteiga de amendoim tenho que admitir que esta é a que tem o sabor que mais gosto em receitas relativamente doces. No entanto, para barrar no pão ou em tostas, prefiro manteigas de amêndoa ou sésamo que não são tão intensas.  Sendo a manteiga de amendoim mais comum, tende a ser mais industrializada, com mais aditivos (Ex: sal, açúcar, etc

Começar uma dieta ou uma alimentação regrada e equilibrada é fácil. Muitas vezes o problema é mantê-la e superar os desafios da vida social, do excesso de trabalho ou da falta de tempo. Hoje escrevo-vos sobre como superar esses desafios e como conseguir manter o foco no objetivo de ter uma alimentação saudável.  1. Encha a sua casa de ingredientes saudáveis Ter produtos em casa que nos permitem variar e manter as opções é sempre a melhor estratégia. Se tiver sempre o frigorífico e a despensa com os produtos que precisa não terá desculpa para não fazer as melhores refeições. Além dos

A stevia é uma planta com substâncias capazes de adoçar até 300 vezes mais que o açúcar. Para quem não consegue largar o vicio do açúcar a stevia pode ser uma opção que não estimula tanto a produção de insulina e que não tem grande influência sobre o consumo calórico. Além disso, até à data, acredita-se que esta planta pode ser consumida por diabéticos com segurança.  Comparativamente com outros adoçantes a stevia é mais natural pelo que acaba por ser sempre uma opção mais saudável.  Então qual é o problema da Stevia? É que raramente encontramos stevia pura no mercado. Ou seja, devido

Ao longo dos anos tenho vindo a abolir alguns produtos da minha alimentação diária pela carga de substâncias químicas que contêm. Não quer dizer que não os consuma de vez em quando, mas em casa evito-os. Estas substâncias, apesar de serem seguras em quantidades minimas, vão-se acumulando no nosso organismo através do consumo diário e, a longo prazo, podem ser factores de origem de algumas doenças. É verdade também que, apesar de ainda não fazer uma alimentação completamente biológica, na qual estas substâncias não estão presentes, há produtos com os quais tenho especial cuidado (ex: ovos) por terem uma carga

ENTRETANTO NA NiT